Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Novo dono do Cruzeiro, Pedro Lourenço começa tocando nos dois pontos mais importantes

Empresário aproxima clube do torcedor e já promove mudança significativa no departamento de futebol

A primeira coletiva de Pedro Lourenço como dono do Cruzeiro, concedida nessa segunda-feira (29), mostra que o empresário toca nos dois pontos mais importantes do clube logo neste início de gestão.

O primeiro desafio a ser resolvido é reaproximar o Cruzeiro do torcedor. E bate naquele peito um coração cruzeirense. Com linguagem simples e comunicação afetiva com o torcedor, ele já mostrou que esse é o caminho a ser seguido.

Pedrinho, que conhece todas as Minas Gerais que formam nosso estado, já chegou falando uma verdade. O Atlético não é dos Menin, assim como o Cruzeiro não é do Pedro. Esses clubes são dos seus torcedores. Essa identidade trazida pelo Pedro é muito importante para o Cruzeiro. Aproxima o Cruzeiro de seu maior patrimônio, que é o torcedor.

O Cruzeiro voltou a ter identidade com o Cruzeiro, com a arquibancada, com o torcedor que nos ouve nos rincões de Minas Gerais ou na Café Nice da Praça 7.

O mais bonito que Pedro fez nesse início de trajetória foi esse acolhimento ao torcedor do Cruzeiro. Dizer que é um torcedor e que estão todos juntos no mesmo barco.

Ele já fez o mais importante, que era aproximar o Cruzeiro de seu torcedor.

O segundo ponto importante é resolver o departamento de futebol. Foi o ponto fraco da gestão do Ronaldo. O trabalho administrativo de Gabriel Lima, como já foi dito, é irretocável. Muito bem feito. Quando resolver o problema do departamento de futebol, a coisa vai fluir.

O escolhido para isso é Alexandre Mattos, que será o homem forte do futebol do Cruzeiro. Pedrinho adiantou que deve ser mais incisivo no mercado na próxima janela de transferências.

Mattos já mostrou em mais de um trabalho ser um dirigente vitorioso e experiente. Sabe como poucos montar times fortes e competitivos no futebol brasileiro.

Agora, com o aporte financeiro por parte de Pedro Loureço, aliado à habilidade do novo diretor de futebol, a chance de o departamento ter sucesso é grande.

Devemos lembrar que Alexandre Mattos montou o Cruzeiro bicampeão brasileiro em 2013 e 2014 garimpando bons nomes no mercado nacional. Depois, deu início ao período de protagonismo do Palmeiras no futebol Brasileiro. Logo nos primeiros meses, contratou Dudu em um “chapéu” nos rivais São Paulo e Corinthians.

Aliados, os velhos conhecidos de Pedro Loureço e Alexandre Mattos formam dupla promissora no futebol cruzeirense.

Papel do torcedor

É muito importante que o torcedor tenha paciência com o trabalho do Pedro. Não acontece mágica. Ninguém precisa achar que na semana que vem vai chegar o Messi, depois o Mbappé, depois o Guardiola para treinar. Ele precisa de tempo para trabalhar

É importante que o torcedor entenda que do outro lado da mesa vai ter um torcedor que também ama o Cruzeiro. Vai acertar. Vai errar. Não tem varinha de condão. O Pedro abraçou o Cruzeiro.

Agora, o torcedor precisa abraçar o projeto de Pedro Lourenço no Cruzeiro. É comprar o sócio, acreditar, ter paciência. Dar tempo para o Pedro trabalhar, para o Alexandre Mattos trabalhar. Entender que é um projeto a longo prazo.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Apresentador do programa Bastidores | Informações exclusivas e opiniões fortes sobre o Esporte
Leia mais