Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Reforço do Cruzeiro superou fome e saída precoce de casa para chegar à seleção

José Cifuentes, meio-campista contratado neste ano pelo Cruzeiro, falou das dificuldades para se tornar jogador de futebol

O volante equatoriano José Cifuentes, sétimo reforço contratado pelo Cruzeiro na temporada de 2024, revelou o drama que viveu no seu processo de formação como jogador de futebol. O atleta de 24 anos, antes de chegar ao Brasil, passou pela América do Norte e Europa. E ele contou que teve dificuldades por sair cedo de casa e até sofreu com a fome.

“Todos temos um caminho difícil. Por isso estamos aqui hoje. Passamos nossa infância de uma forma muito difícil. Saí de casa com dez anos, vivi no clube. Em algum momento, tinha o que comer, em outros, não”, revelou.

Mesmo jovem, Cifuentes acumula boa experiência internacional. Além do futebol equatoriano, onde vestiu a camisa do Universidad Católica, o meio-campista jogou nos Estados Unidos, pelo Los Angeles FC, e o Rangers, da Escócia.

Além disso, José Cifuentes realizou o sonho de praticamente todos os jogadores de futebol: jogar uma Copa do Mundo. O volante fez parte da Seleção do Equador que disputou o Mundial do Catar, em 2022.

Porém, até chegar longe, Cifuentes precisou superar muitas dificuldades.

“Passei muitas coisas difíceis. Quando as pessoas conhecem meu nome, é quando já há algo melhor. Já estava na MSL. Na Europa também é outra realidade. A infância de cada jogador é o que nos permite estar aqui, com críticas, pessoas que não querem que você vá bem, e pessoas que estão sempre te apoiando e querem o melhor de você", comentou.

Cifuentes no Cruzeiro

José Cifuentes está emprestado pelo Rangers, da Escócia, ao Cruzeiro. O acordo entre os clubes é válido até o fim de 2024.

Antes de escolher o Cruzeiro, o jogador recebeu ofertas do futebol inglês, da Rússia, para voltar aos Estados Unidos e da Turquia. No entanto, ele escolheu a oferta cruzeirense.

“Haviam dois times russos, porém a guerra que está acontecendo lá foi algo que não poderia ser concretizado (a transferência). Algumas equipes europeias e americanas não podiam receber dinheiro da Rússia. Havia um time da Turquia e Championship (Segunda Divisão da Inglaterra). Em teoria, seriam cinco meses (de contrato), então era tirar minha família de onde já estava adaptada pra outro lugar que seria um problema. Então, tve que tomar a melhor decisão, e por isso estou aqui.”, contou.

José Cifuentes entrou em campo aos 30 minutos do segundo tempo na vitória por 2 a 0 sobre o Pouso Alegre, na sétima rodada do Campeonato Mineiro. Foi a estreia do jogador com a camisa do Cruzeiro.

O jogador atuou na faixa central do campo, substituindo Lucas Silva, e explicou suas características de jogo.

“Em muitas equipes, fui um camisa 8 atacando. Também posso fazer a função e me soltar um pouco mais. Eu me adapto ao sistema de jogo que o treinador quiser”, afirmou.

O Cruzeiro anunciou a contratação de José Cifuentes no dia 7 de fevereiro. O jogador de 24 anos pertence ao Rangers, da Escócia, e chegou à Toca II por empréstimo até o fim de 2024.

Uma das grandes promessas do futebol equatoriano, “Cifu” foi revelado pela Universi-dad Catolica, de Quito, e se destacou em sua primeira temporada como profissional.

Carreira

Pela Universidad Catolica, Cifuentes marcou sete gols em nove partidas em 2016, quando tinha apenas 17 anos de idade. Curiosamente, o volante anotou quatro gols em uma goleada sobre o Mushuc Runa, por 6 a 1, pelo Campeonato Equatoriano.

Em 2017, depois de quatro partidas e um gol, José foi emprestado ao América, de Qui-to, onde ficou até 2019. Por lá, Cifuentes disputou 19 confrontos e marcou um gol.

Convocações para a base da Seleção Equatoriana

Ainda em 2019, Cifuentes disputou o Sul-Americano Sub-20 e a Copa do Mundo da categoria. Com a presença do volante, o Equador, inclusive, foi campeão continental naquele mesmo ano.

Ida aos Estados Unidos e sucesso na MLS

Com bom desempenho no América, José Cifuentes foi contratado pelo Los Angeles FC, dos Estados Unidos, em 2020. Em um mercado alternativo, o equatoriano ganhou experiência e registrou números interessantes.

Pelo clube da Major League Soccer (MLS), Cifuentes foi titular absoluto e atuou por quatro temporadas. Ao todo, foram 120 jogos, 15 gols e 19 assistências no período.

Cifuentes é jogador de Copa do Mundo

Três anos depois de ter disputado o Mundial Sub-20, Cifuentes vivenciou o auge de um jogador profissional: entrar em campo em uma Copa do Mundo pelo seu país.

Convocado para o torneio no Catar, o volante atuou na estreia contra os cataris e no duelo com Senegal, ambos pela fase de grupos.

Como o Equador foi eliminado na primeira fase, Cifuentes fez apenas dois jogos dos três possíveis na Copa do Mundo.

Primeira experiência na Europa

Após ter sido peça fundamental no Los Angeles FC, o meio-campista se transferiu ao Rangers, em agosto do ano passado, e deu mais um salto na carreira. Ao lado do arquirrival Celtic, o clube é o mais tradicional da Escócia.

Para contratar Cifuentes, o Rangers desembolsou pouco mais de R$ 7 milhões, com um vínculo de quatro anos. No entanto, nos últimos dois meses, Cifuentes perdeu espaço com a chegada do técnico belga Philippe Clément.

Na temporada 2023/2024, Cifuentes já realizou 20 jogos e deu duas assistências. A equipe escocesa disputou 38 partidas até o momento.

Participe do canal da Itatiaia no WhatsApp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Guilherme Piu é jornalista esportivo com experiência multiplataforma: digital, revista, rádio e TV. Tem dois livros publicados e foi premiado em festivais de cinema no Brasil e no exterior, dentre eles o Cinefoot. Cobriu grandes eventos, como Copa do Mundo, Olimpíada, Copa América e torneios de futebol. Passou por Hoje em Dia, Uol e Revista Placar.
Leia mais