Ouvindo...

Times

Ex-diretor financeiro do Corinthians abre o jogo sobre caso VaideBet

Rozallah Santoro falou sobre suposta corrupção envolvendo assinatura de contrato com ex-patrocinadora do clube

No CNN Esportes S/A deste domingo (23), Rozallah Santoro, ex-diretor financeiro do Corinthians, abriu a “caixa preta” do clube. O ex-dirigente da equipe paulista comentou sobre os bastidores inflamados no clube.

Rozallah falou sobre o polêmico caso “VaideBet”, relacionado ao ex-patrocinador máster do Corinthians.

“No curso atual, no estágio atual das investigações, não dá para afirmar isso”, disse, ao ser questionado se houve desonestidade no Corinthians.

“Essa é difícil de responder. O que eu posso te dizer é que tudo que passa no financeiro tem um processo bastante rígido, de se checar contrato, de se checar o serviço prestado e ter um aceite da área que recebeu o serviço, para que seja feito qualquer tipo de pagamento. Então dentro de um processo que a gente acompanha no dia a dia, não tem nenhum tipo de desvio ali do que tá no papel”, complementou.

Laranja?

A VaideBet deixou de patrocinar o Corinthians no começo de junho deste ano. O que motivou essa decisão da empresa foi o suposto caso envolvendo um laranja no acordo milionário entre a casa de apostas e o clube paulista.

A denúncia sobre o suposto envolvimento de um laranja no acordo entre Corinthians e VaideBet foi feita pelo jornalista Juca Kfouri, colunista do portal UOL. No texto, Kfouri apontou que a empresa Rede Social Media Design Ltda, responsável por intermediar o acordo entre a casa de apostas e o Timão, repassou parte do valor de comissão à Neoway Soluções Integradas em Serviços Ltda.

A Neoway tinha como sócia uma mulher chamada Edna Oliveira dos Santos, moradora de Peruíbe, no litoral de São Paulo. Ela afirmou desconhecer o caso, em entrevista ao UOL.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Portal de esportes da Itatiaia
Leia mais