Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Yuri Alberto, do Corinthians: ‘Seria difícil em Fortaleza em desvantagem’

Atacante fez o gol de empate do Timão contra o Fortaleza, na ida da semi da Sul-Americana, nesta terça-feira (26), em São Paulo

O gol de Yuri Alberto, no fim do primeiro tempo, evitou a derrota do Corinthians para o Fortaleza no jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana, nesta terça-feira (26), na Neo Química Arena, em São Paulo. Para o atacante, seria trágico ir para a capital cearense atrás no placar.

“Graças a Deus consegui um gol para minha equipe, um grande empate, seria muito difícil ir para lá com o resultado negativo. Agora é poder descansar bem essa semana, lá vai ser jogo bem difícil”, disse Yuri Alberto.

O 1 a 1 faz com que, na terça-feira da semana que vem, dia 3 de outubro, na Arena Castelão, na capital cearense, quem vencer esteja na decisão. Se empatar, a vaga será decidida nas cobranças de pênalti. Quase 60 mil pessoas devem estar no estádio no encontro que começa às 21h30 (de Brasília).

No gol corintiano, aos 40 minutos do primeiro tempo, Fagner aplicou um chapéu em Zé Welison, autor do gol do Leão, no campo de defesa, e tocou para Renato Augusto. No meio do campo, ele deu um ótimo lançamento para Yuri Alberto, que avançou e bateu forte.

“Uma jogada do Renato, fez ali um facão curto [drible], encaixei, chutei cruzado e consegui marcar. Vamos para a volta, lá vai estar ainda mais quente do que aqui, que já estava difícil, mas se Deus quiser vamos passar para essa final”, completou Yuri Alberto.

A final da Copa Sul-Americana será disputada em 28 de outubro, no estádio Domingo Burgueño, na cidade de Maldonado, na região de Punta del Este, no Uruguai.

Inicialmente o confronto seria em Montevidéu, na capital uruguaia, mas a direção da Conmebol decidiu pela mudança por uma arena menor, evitando assim espaços vazios como ocorreu nas últimas decisões da ‘Sula’.

O Corinthians tenta o primeiro título na competição, e o Fortaleza também. Ambos nunca chegaram à decisão e os cearenses tentam ser os primeiros nordestinos a estarem nesta finalíssima. Na outra chave, Defensa y Justicia-ARG e LDU-EQU se enfrentam nesta quarta (27) e na próxima (4).

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais