Ouvindo...

Times

Sport tem vantagem, mas Náutico tenta milagre na final do Pernambucano

Rivais se enfrentam neste sábado (6), às 16h30 (de Brasília), na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE), pelo segundo jogo da decisão

Sport e Náutico decidem, neste sábado (6), quem ficará com a taça do Campeonato Pernambucano. As equipes se enfrentam a partir das 16h30 (de Brasília), na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

O Leão da Ilha tem uma vantagem confortável. Como venceu o primeiro jogo da decisão, disputado nos Aflitos, por 2 a 0, o time treinado por Mariano Soso pode até perder por um gol de diferença que fica com a taça.

Dessa forma, o Timbu terá de operar um milagre diante de mais de 40 mil torcedores rubro-negros - o clássico terá torcida única - para conquistar o título. Precisa vencer por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis, e por três para ser campeão ainda no tempo regulamentar.

A última derrota do Sport na temporada foi no dia 24 de fevereiro, justamente para o rival alvirrubro, por 1 a 0. Desde então, são cinco vitórias e quatro empates, com 17 gols marcados e apenas cinco sofridos.

Além disso, o Rubro-Negro só perdeu por dois gols de diferença em uma ocasião: contra o Retrô-PE, na segunda rodada do Campeonato Pernambucano. Apesar da vantagem, o meia Lucas Lima prega pés no chão.

“Temos uma vantagem, mas não estamos pensando nela. Estamos pensando em trabalho. Sabemos o quão difícil vai ser. A equipe deles tem o nosso respeito”, destacou, em sonora divulgada pelo clube na última quinta (4).

Duelo de treinadores

Mariano Soso estará de volta ao banco de reservas após cumprir suspensão. Ele foi expulso no segundo jogo da semifinal do Estadual, diante do Santa Cruz. O argentino foi o escolhido pela diretoria do Sport no início do ano para comandar o clube na busca pelo acesso à Série A do Campeonato Brasileiro em 2024.

No Náutico, a situação é bem diferente. Depois de demitir o técnico Allan Aal no último sábado (30), a diretoria alvirrubra contratou Mazola Júnior na quarta-feira (3). O veterano, portanto, teve apenas três dias para conhecer o elenco e prepará-lo para uma decisão.

“O professor Mazola está implantando seu pensamento, sua ideia de jogo. Tivemos boas sessões de treino. Agora é fazer um bom jogo amanhã”, afirmou o lateral Luiz Paulo, em sonora divulgada pelo clube nesta sexta (5).

Desfalques e retornos

Recuperado de uma lesão no quadril, o volante Fabinho está à disposição de Soso. Por outro lado, o lateral-esquerdo Felipinho, desfalque na primeira partida porque sentiu a coxa, segue como dúvida.

Do lado do Náutico, o principal retorno é do atacante Paulo Sérgio. Ele estava suspenso no primeiro jogo da decisão, por ter sido expulso na semifinal, contra o Santa Cruz. O camisa 9 é o artilheiro da equipe na temporada, com seis gols em 15 jogos.

Sport x Náutico

Sport

Caíque França; Pedro Lima, Rafael Thyere, Luciano Castán e Riquelme (Rosales); Felipe, Fabricio Domínguez e Lucas Lima; Barletta (Alan Ruiz), Gustavo Coutinho e Romarinho. Técnico: Mariano Soso.

Náutico

Vagner; Arnaldo, Guilherme Matos, Rafael Vaz e Diego Matos; Marco Antônio, Marcos Júnior e Patrick Allan; Leandro Barcia, Thalissinho e Paulo Sérgio. Técnico: Mazola Jr.

Motivo: jogo de volta da final do Campeonato Pernambucano

Data e horário: 6 de abril de 2024 (sábado), às 16h30 (de Brasília)

Local: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)

Árbitro: Rodrigo José Pereira Lima

Auxiliares: Francisco Chaves e Karla Santana

Árbitro de vídeo: Gilberto Castro Júnior

Transmissão

TV: Globo Nordeste (PE), na TV aberta e com sinal gratuito no GE

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Nuno Krause é correspondente da Itatiaia na região Nordeste. Formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), acumula passagens por Bahia Notícias, Jornal A TARDE e Rádio Salvador FM. Atua no jornalismo esportivo desde 2019.
Leia mais