Ouvindo...

Times

Ceará se apresenta em melhor fase do que o Fortaleza para decisão do Estadual

Em situações opostas ao começo de 2024, rivais iniciam final do Cearense no próximo sábado (30), na Arena Castelão

No início de janeiro, o Fortaleza aparecia como favorito ao título cearense já que é o atual pentacampeão estadual. Aliado a isso, o time tem um treinador, Juan Pablo Vojvoda, prestes a completar três anos no comando da equipe, apresentando umas rara estabilidade no trabalho, com um vice-campeonato da Copa Sul-Americana obtido em outubro passado, torneio que o time disputará novamente em 2024.

Como principal rival do Tricolor do Pici, o Ceará virava o ano após fracassar na Série B do Campeonato Brasileiro, torneio que disputará pelo segundo ano seguido em 2024. Uma reformulação quase total do elenco colocou um ponto de interrogação sobre o desempenho que o técnico Vagner Mancini tiraria do elenco. Para piorar começaram a vazar vários processos trabalhistas abertos por ex-jogadores. Um caos.

Pois para o primeiro jogo da final do Cearense é o Vozão que chega em melhor fase. O jogo deste sábado (30), às 16h40 (de Brasília), na Arena Castelão, na capital cearense, terá mando do Fortaleza porque o Ceará teve melhor campanha, portanto será o mandante no segundo confronto, no dia 6 de abril.

O Ceará venceu quatro dos últimos cinco jogos, incluindo um Clássico-Rei contra o Fortaleza, 1 a 0 pela Copa do Nordeste, em 20 de março. O Fortaleza ganhou apenas uma das sete partidas que fez mais recentemente.

Rivalidade em campo

No regional, o Ceará passou para as quartas de final em quarto do Grupo A, com 15 pontos, e o Fortaleza em segundo no B, com oito pontos. Os times da chave A venceram muito mais os rivais da B, no regulamento que prevê confrontos entre os grupos.

As atuações do Vozão parecem mais consistentes, com um time-base definido por Mancini, enquanto Vojvoda parece bater cabeça para achar uma formação que funcione nesse início de 2024.

Na quarta-feira (27), o Fortaleza abriu 2 a 0 sobre o Maranhão, no Castelão de São Luís, pelo Nordestão. Parecia que desencantaria, mas no segundo tempo levou a virada para 3 a 2.

Após o jogo, em situação rara, Vojvoda não concedeu entrevista coletiva. Segundo o clube, por problema no espaço reservado no estádio e pelo tempo curto para ir ao aeroporto pegar o voo fretado de volta a Fortaleza.

Na mesma hora, o Ceará virava o jogo pra cima da Itabaiana-SE, 2 a 1, e carimbava a vaga. O gol da virada foi de Erick Pulga, 23 anos, principal destaque do futebol cearense até agora em 2024.

“Não temos um time pronto ainda. Mas já vejo mais equilíbrio durante as partidas”, disse o técnico Vágner Mancini.

A crise do Fortaleza já fez o CEO da SAF do clube, Marcelo Paz, dar entrevista coletiva e cobrar mais do elenco. Vojvoda, quando falou, disse em “falta de sangue”. No Ceará, um time menos estrelado parece mais entrosado, apesar do tempo menor de trabalho.

Esses são os ingredientes para o início das finais do Campeonato Cearense.

Leia também

Participe dos canais da Itatiaia Esporte:

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais