Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Único invicto, Flamengo vence o Fluminense e se isola na liderança do Carioca

Com gols de Pedro e Everton Cebolinha, Rubro-Negro vence o Fla-Flu, no Maracanã, e abre vantagem sobre o rival na reta final da Taça Guanabara

Dono da melhor defesa e do melhor ataque da Taça Guanabara, o Flamengo, agora, é o único time invicto na competição. O Rubro-Negro venceu o Fluminense neste domingo (25), por 2 a 0, e tirou a invencibilidade do rival. De quebra, isolou-se na liderança do Campeonato Carioca. Os gols do clássico foram de Pedro e Everton Cebolinha, ambos na etapa final no Maracanã.

A vitória praticamente garantiu o primeiro lugar da Taça Guanabara ao Flamengo. O time de Tite, que agora é o único invicto, tem 24 pontos - três a mais do que o Fluminense - e uma diferença considerável no saldo de gols: 19 a 8. Assim, só uma combinação improvável de resultados tira o time de Tite da liderança.

Na última rodada da Taça Guanabara, marcada para o próximo fim de semana, o Fluminense tem novo clássico: enfrenta o Botafogo no Maracanã. Já o Flamengo encara o Madureira. A Ferj ainda não definiu datas e horários do jogos. Confira a classificação completa clicando aqui.

De olho na Recopa

Fernando Diniz preservou jogadores no Fla-Flu deste domingo. Marcelo, Felipe Melo, Ganso e Keno, por exemplo, sequer foram relacionados. Isso porque o Fluminense decide a Recopa Sul-Americana, na quinta (29), contra a LDU no Maracanã. No jogo de ida, em Quito, os equatorianos venceram por 1 a 0 - saiba mais.

Finalizações em falta

Os times de Tite e Diniz alternaram momentos de controle no primeiro tempo. Inicialmente, De La Cruz, Arrascaeta e companhia tiveram mais a posse de bola. A partir dos 25, André, Martinelli e demais tricolores colocaram em prática o seu estilo de jogo. Foi neste momento, com o Fluminense trocando passes na linha defensiva, que o Flamengo, subindo a marcação, conseguiu recuperar a bola no ataque, mas falhou nas conclusões.

Leia também

Foram oito finalizações antes do intervalo, mas nenhuma no gol de Fábio. O maior susto foi dado pelo próprio goleiro, quando foi pressionado e quase se complicou na pequena área. Por outro lado, o Fluminense só levou perigo na bola parada. Aos 17, Arias cobrou falta com força e Rossi defendeu. Na sequência, o Tricolor levantou a bola na área e Thiago Santos chegou a marcar, mas o gol foi anulado por impedimento no lance.

Lei do Ex: Pedro abre o placar!

Diniz fez logo três mudanças na volta do intervalo, mas quem abriu o placar foi o Flamengo. A bola passou pelos pés de oito jogadores, da defesa ao ataque, por mais de um minuto até Ayrton Lucas, após bate e rebate dentro da área, cruzar para Pedro. Na primeira finalização certa, o camisa 9 abriu o placar no Maracanã aos oito minutos: 1 a 0!

O clássico voltou ao ritmo da primeira etapa após o Flamengo sair na frente. Foram poucas oportunidades até a parada para hidratação, quando Diniz completou as cinco substituições acionando John Kennedy e David Terans. Do outro lado, Tite só havia substituído Luiz Araújo por Bruno Henrique até este momento.

Golaço de Cebolinha

Não houve tempo para as mudanças surtirem efeito pois, assim que a bola voltou a rolar, o Flamengo ampliou o placar. Em novo ataque que passou de pé em pé, com participação de Arrascaeta e Pedro, a bola chegou em Everton Cebolinha. Da entrada a área, o camisa 11 soltou uma bomba: 2 a 0 e festa rubro-negra no Fla-Flu!

Defesa intransponível

Sem dar chances ao Fluminense nos minutos finais, o Flamengo terminou o oitavo jogo seguido sem sofrer gols. Nas 10 rodadas da Taça Guanabara, o Rubro-Negro só sofreu um gol, do Nova Iguaçu, em partida que atuou com equipe alternativa, com garotos do Ninho e sob comando de Mario Jorge. O time de Tite ainda não foi vazado em 2024.

Flamengo 2 x 0 Fluminense

Flamengo

Rossi; Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas (Viña); Erick Pulgar, De La Cruz (Igor Jesus) e Arrascaeta; Everton Cebolinha (Victor Hugo), Luiz Araújo (Bruno Henrique) e Pedro (Gabi) - Técnico: Tite.

Fluminense

Fábio; Guga (Lima), Marlon (Alexsander), Thiago Santos (Antônio Carlos) e Diogo Barbosa; André, Martinelli e Renato Augusto (David Terans); Jhon Arias, Douglas Costa (John Kennedy) e Germán Cano - Técnico: Fernando Diniz.

Gols: Pedro (8'/2ºT) e Everton Cebolinha (31'/2ºT), do Flamengo
Cartão amarelo: Pulgar e Arrascaeta (FLA); Thiago Santos, Douglas Costa e Lima (FLU)
Cartão vermelho: Não houve.
Renda e público: R$ 2.763.177,00 / 51.966 pagantes / 55.401 presentes

Motivo: 10ª rodada da Taça Guanabara
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 25 de fevereiro de 2024, às 16h (de Brasília)

Árbitro: Yuri Elino Ferreira da Cruz
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Luiz Claudio Regazone
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais