Ouvindo...

Times

Árbitro que expulsou Hulk, do Atlético, é econômico nos cartões na Série B

Dois dias depois de dar 7 amarelos e 2 vermelhos, Rodrigo José Pereira de Lima (PE) mostrou 3 amarelos e 1 vermelho em Santos 2 x 0 Goiás

Árbitro que expulsou Hulk na goleada do Palmeiras por 4 a 0 sobre o Atlético, na última segunda-feira (19), na Arena MRV, pelo Campeonato Brasileiro, Rodrigo José Pereira de Lima (PE) foi econômico nos cartões na noite desta quarta-feira (19). Pela Série B, o Santos venceu o Goiás por 2 a 0, na Vila Belmiro.

Na última segunda, foram 7 cartões amarelos e dois vermelhos aplicados, um para Hulk e outro para Paulinho, ambos do Atlético. Nesta noite, o árbitro deu três amarelos e um vermelho, para Lucas Ribeiro, do Goiás, por acúmulo de cartões.

Nas redes sociais, torcedores do Atlético “monitoraram” a atuação de Rodrigo José Pereira de Lima. Foram várias comparações com o tratamento dado a Hulk, expulso por reclamação na Arena MRV.

Dois lances foram “selecionados” pelos torcedores como incoerentes do árbitro. No primeiro, Paulo Baya, do Goiás, reclama ostensivamente e xinga o árbitro, mas ele não aplica nem mesmo o cartão amarelo.

Já no segundo, após gol do Santos, Willian Bigode discute e gesticula para Rodrigo José Pereira de Lima. O atacante também não recebeu cartão amarelo. Veja os lances abaixo.

Leia também

Reclamação do Atlético

O Atlético enviou, nesta quarta-feira (19), um ‘dossiê' para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para reclamar do árbitro Rodrigo José Pereira de Lima (Fifa-PE). O Galo reclama da expulsão do atacante Hulk, na derrota por 4 a 0 para o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, na última segunda-feira (17), na Arena MRV.

A Itatiaia apurou que o Alvinegro enviou um documento de 17 páginas, além de vídeos dos lances da partida. O Alvinegro aguarda um posicionamento da CBF.

O “dono do apito” na Arena MRV expulsou o atacante Hulk aos 30 minutos do primeiro tempo e despertou a ira dos alvinegros aos distribuir vários outros cartões ao longo da partida. Foram dois vermelhos (Hulk e Paulinho) e outros quatro amarelos.

Nas redes sociais, o Atlético se referiu ao juiz como “Sr. Rodrigo “Wright” Pereira de lima”, fazendo referência a José Roberto Wright, ex-árbitro que se envolveu em várias polêmicas na década de 1980. Ele se tornou um dos maiores algozes dos atleticanos.

Súmula de Rodrigo José Pereira de Lima

Na súmula do duelo Atlético x Palmeiras, o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima (Fifa-PE) justificou os dois cartões amarelos aplicados a Hulk.

De acordo com o documento oficial do jogo, divulgado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o árbitro relatou na súmula que, aos 31 minutos do primeiro tempo, Hulk recebeu o primeiro cartão amarelo após dizer “Apita logo, c**".

Já com relação ao segundo amarelo e, consequentemente, o cartão vermelho, Rodrigo José Pereira de Lima relatou que o camisa 7 do Galo o questionou sobre o motivo do cartão e que Hulk ainda o “empurrou com o dedo indicador de forma ofensiva”.

Aos 31 minutos do primeiro tempo, expulsei do campo de jogo com a aplicação do segundo cartão amarelo o sr. Givanildo Vieira Souza, n° 07 da equipe do Atlético Mineiro Saf, após receber cartão amarelo por reclamação, o mesmo partiu em minha direção de maneira acintosa, ficando face a face comigo e gritando de forma desrespeitosa as seguintes palavras: ‘Me diz o porquê do cartão, me diz o porquê’. Após ter sido expulso o mesmo empurra meu rosto com o dedo indicador de forma ofensiva e se negando a sair do campo de jogo. Quando o jogador decidiu deixar o campo de jogo proferiu a seguinte frase em direção ao árbitro: ‘Filho da puta’ com isso a partida ficou paralisada por 03 minutos”.

Ao deixar o campo de jogo, Hulk se dirigiu a uma das câmeras posicionadas no campo de jogo e questionou a decisão da arbitragem.

“Você está gravando? Pergunta por que eu tomei o primeiro amarelo e ele me deu o segundo. Já é a segunda vez que ele me expulsa. Eu coloquei a mão para trás e perguntei por que ele me deu amarelo. Agora, pode pegar câmeras, áudio, tudo. Isso é demais. Isso é impossível”, gritou o atacante.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Portal de esportes da Itatiaia
Leia mais