Ouvindo...

Times

Artur Jorge valoriza atuação do Botafogo diante do Fluminense: ‘Dominadores’

Técnico do Glorioso avalia que placar de 1 a 0 no Nilton Santos foi “curta” diante do desempenho do time

Um placar que não representou o domínio do Botafogo diante do Fluminense. Assim foi a avaliação do técnico Artur Jorge após a vitória do Glorioso por 1 a 0, nesta terça (11), no Nilton Santos. O treinador português ainda ressaltou o desempenho do seu time diante do adversário o qual classificou como “muito bom individualmente e coletivamente”.

“Temos que destacar a importância da vitória, frente a um rival muito difícil, muito competente, mas é uma vitória justíssima. É uma vitória em que acabamos vencendo por 1 a 0 e acho que é curto para o que a equipe fez, por como os jogadores desempenharam. Foram claramente dominadores. Esse Fluminense é uma equipe tremenda, muito boa individualmente e coletivamente, mas hoje foi um Botafogo que se mostrou muito superior”, afirmou Artur Jorge.

“Foi muito importante a consistência que tivemos, mantivemos um nível muito alto nos 90 minutos. Houve uma queda natural depois que fizemos 1 a 0, mas minha primeira palavra para ele é a minha satisfação. A vitória foi importante, mas acima de tudo foi uma equipe completamente entregue à causa”, completou o português.

O domínio do Botafogo fica claro ao olhar os números da partida. O Glorioso finalizou 20 vezes contra a meta adversária, enquanto o Fluminense chutou apenas quatro vezes.

O placar só não foi mais elástico pela atuação de Fábio, que impediu vários gols do Botafogo, e a ineficiência dos atacantes alvinegros nesta noite.

Leia também

Com a vitória, o Botafogo assumiu a liderança do Brasileirão, com 16 pontos, de forma momentânea. Até o fim da rodada, na quinta (13), Flamengo e Bahia podem ultrapassá-lo. Veja a tabela!

Depois de atuar diante de sua torcida no Nilton Santos, o Glorioso vai à Cariacica, no Espírito Santo, local do jogo contra o Grêmio no próximo domingo (15), pela nona rodada do Brasileirão.

Confira outras respostas de Artur Jorge:

Preparação e análise do clássico

“O que temos é que ter trabalho de consistência. Temos que desempenhar nossa função, não há preparação diferente para um clássico. Temos que vencer todos os jogos, estar preparados para lutar pela vitória. O que preparamos para o jogo tem aspectos individualizados para algumas equipes, podem alterar as estratégias, mas de uma forma dinâmica. Temos um princípio que será defendido com toda força. Minha preocupação é o Botafogo, o que temos que queremos ter presença em campo, pensando muito em nós. Assim vamos conseguir ser a equipe que temos sido.”

“Temos que olhar para o adversário também, como ataca, defende, os jogadores que teremos que anular. Tudo faz parte do jogo. Isso nós fazemos de forma diferente para cada um dos jogos. Se não não vale a pena o treinador. Fazemos uma equipe sempre igual e a coisa anda. Especificamos os adversário, mas olhamos para dentro. No dia de hoje, me orgulho por ver o Botafogo da forma que encara os adversário olhos nos olhos. Tendo coragem. Ganhar ou perder dependerá da nossa competência. Quero ser não só competente, mas competitivo.”

Faltaram mais gols?

“O placar elástico não se coloca. Porque meu objetivo, dos atletas e do Botafogo era vencer o jogo. O objetivo foi alcançado. Não podemos olhar para um jogo em que as coisas correram bem e fizemos um jogo extraordinário e os jogadores tiveram um comportamento bom. Mas nem tudo é bem feito quando se ganha nem malfeito quando não conseguimos. Tivemos hoje muitos acertos no que foi a missão. Muito mérito dos jogadores, da forma como se propuseram e acima de tudo como escutaram o plano para este desafio.”

Denúncias de Textor atingem o elenco?

“Estamos blindados. O grande segredo para nós é nos blindar do que é do exterior. Não muda rigorosamente nada. Meu foco e dos atletas é o Grêmio, nada além disso.”


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais