Ouvindo...

Times

CEO vê Botafogo ‘temido’ na Libertadores: ‘Muita coisa boa por vir’

Thairo Arruda, CEO do Glorioso, projeta a participação do Botafogo após o sorteio da fase de grupos da Libertadores

O Botafogo está de volta à fase de grupos da Libertadores e, após as classificações nas fases preliminares, a diretoria está confiante. Presente no sorteio que definiu os grupos da Copa, em Assunção, no Paraguai, Thairo Arruda, CEO da SAF alvinegra, comentou a expectativa para a e colocou o Glorioso como um rival temido pelos adversários.

“Olha, sim (Botafogo é um time temido). Nosso time hoje está demonstrando que merece toda a atenção que está tendo. Pelo campeonato do ano que fizemos, surpreendente, até para nós o primeiro turno foi uma surpresa agradável, hoje também voltando a ter o destaque pelos bons jogos, pelos atletas que temos. Tem muita coisa boa por vir, acreditamos muito que esse ano vai ser promissor pra gente”, afirmou o dirigente do Botafogo à ESPN nesta segunda (18).

O Botafogo eliminou o Aurora, da Bolívia, e o Bragantino nas fases preliminares da Libertadores. Agora, o Alvinegro está no Grupo D da Copa ao lado da LDU, do Equador, do Junior Barranquilla, da Colômbia, e do Universitario, do Peru. Confira todas as informações sobre a chave do Glorioso clicando aqui.

A logística das viagens e a altitude sempre são preocupações para os times que disputam a Libertadores. A delegação alvinegra terá que percorrer grandes trajetos, mas conseguiu “fugir” dos times que atuam nos lugares mais altos da América do Sul, com exceção da LDU, cujo estádio fica a 2.850 metros acima do nível do mar.

Contudo, o Alvinegro enfrentou o time equatoriano na fase de grupos da Copa Sul-Americana de 2023 - e ficou no 0 a 0 no Estádio Rodrigo Paz Delgado. A experiência pode ser positiva na avaliação de Thairo Arruda. O Botafogo visitará a Liga na segunda rodada do Grupo D. Veja a tabela completa do Glorioso na chave.

"É um conhecido para gente, as dificuldades na altitude, assim como nós somos conhecidos pra LDU. Temos que nos preparar muito bem e ganhar esse jogo de xadrez, que começa fora de campo. Quando a gente analisa o adversário, a gente tem que entender como a LDU mudou do ano passado. É um grande clube”, afirmou.

Leia também

Participe dos canais da Itatiaia Esporte:

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais