Ouvindo...

Times

Ronaldinho Gaúcho revela ‘bullying’ em início de Messi no Barcelona

Recém-chegado ao time principal, craque argentino pegava água e café para os mais experientes

Ronaldinho Gaúcho foi o maior nome do início da reconstrução do Barcelona no começo deste século. E o meia acompanhou de perto o surgimento do maior jogador da história do clube catalão: o argentino Lionel Messi.

Mas Messi não teve vida fácil em seus primeiros dias no time principal do Barcelona. De acordo com Ronaldinho Gaúcho, o craque argentino sofria por ser o mais novo em um time recheado de estrelas.

“Sempre teve (bullying), direto. Ele era o mais novo. Na nossa época tinha hierarquia, o mais novo faz tudo. Pega café, água, toma banho depois. Sempre tinha. Hoje em dia os caras mais jovens têm outra mentalidade, mas na nossa época, hierarquia era tudo”, disse Ronaldinho em entrevista ao programa Fred +10, do canal Desimpedidos.

Ronaldinho contou que assistia a jogos de Messi nas categorias de base do Barcelona e já enxergava o garoto como um futuro craque do futebol mundial.

“Quando cheguei ao Barcelona ele já se destacava nas categorias de base. Todo mundo comentava. A gente falou para ele começar a treinar com a gente e rapidinho ele começou a jogar”, completou.

Em 1° de maio de 2005, aos 17 anos, Messi marcou o primeiro gol pelo Barcelona. Ele balançou as redes duas vezes de forma parecida, ambas com assistências de Ronaldinho Gaúcho.

Leia também

Na primeira, o brasileiro lançou por cima da defesa e o argentino tocou por cima do goleiro, mas o lance foi invalidado por impedimento. Minutos depois, a jogada se repetiu praticamente da mesma forma, mas desta vez o gol foi validado para explosão de Messi e Ronaldinho.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Túlio Kaizer é jornalista esportivo com grande experiência no digital. Foi setorista dos três grandes clubes do futebol mineiro: América, Atlético e Cruzeiro. Cobre também basquete, vôlei, esportes americanos, esportes olímpicos e e-sports.
Leia mais