Ouvindo...

Times

Por que é tão difícil vencer o Bahia? Rogério Ceni responde

Técnico comentou a sequência de invencibilidade do Tricolor, aumentada nesta quinta-feira (13) após a vitória sobre o Fortaleza

Por que é tão difícil vencer o Bahia? Com a vitória sobre o Fortaleza nesta quinta-feira (13), pela oitava rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o Esquadrão chegou ao décimo jogo seguido de invencibilidade. São sete vitórias e três empates no período, com 13 gols marcados e cinco sofridos.

Na Arena Fonte Nova, a equipe principal ainda não perdeu nesta temporada. Em entrevista coletiva, o técnico Rogério Ceni respondeu à pergunta que inicia o texto.

“Porque [os jogadores] chegaram em um ponto de entender que o talento sozinho não sobrevive. O que mais evoluímos foi o sistema de marcação. Eu acho que até houve um decréscimo em oportunidades de gol e chances criadas, mas houve uma evolução de entrega de caras que são diferentes tecnicamente, mas que se sujeitam a marcar. O fator determinante é a entrega deles. Se eles se doarem e entregarem na parte tática, temos condições de enfrentar muitos adversários”, explicou.

O resultado desta quinta garantiu ao Tricolor de Aço a vice-liderança do Brasileirão, com 17 pontos. O clube só está atrás do Flamengo por causa do saldo de gols - 4 contra 8.

Críticas de Ceni

Apesar do ótimo momento, Rogério Ceni criticou veementemente o desempenho do time contra o Fortaleza. Para ele, foi uma das piores apresentações do Bahia no ano.

“Tecnicamente, foi um jogo muito abaixo nosso. O primeiro tempo em especial. Não saiu do jeito que a gente imaginava. De importante, fica que quando você não joga bem, vencer também é importante. Nosso time, que trabalha bem a bola, queria atacar muito vertical. Não podemos deixar de destacar que é um time que não desiste do gol”, ponderou.

Ele ainda completou: “Muitos erros de passe, afobação na construção da jogada quando roubava a bola no campo de defesa. Acelerava demais. Tecnicamente, erramos mais hoje do que nas últimas sete rodadas. O sistema de jogo é o mesmo, tiveram as trocas que aconteceram por necessidade, mas eu não sei explicar como erramos tanto no primeiro tempo”.

Próximo jogo

O próximo desafio do Bahia é fora de casa. O time vai visitar o Criciúma no domingo (16), às 18h30 (de Brasília), no Heriberto Hülse, em Santa Catarina, pela nona rodada do Brasileirão.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Nuno Krause é correspondente da Itatiaia na região Nordeste. Formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), acumula passagens por Bahia Notícias, Jornal A TARDE e Rádio Salvador FM. Atua no jornalismo esportivo desde 2019.
Leia mais