Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Expulsão de Battaglia contra o Corinthians foi justa? Márcio Rezende analisa

Meio-campista do Atlético levou o cartão vermelho no fim do primeiro tempo

O Atlético reclamou muito da arbitragem de Yuri Elino no duelo contra o Corinthians, na Neo Química Arena, em São Paulo, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O volante Battaglia foi expulso no fim do primeiro tempo após falta cometida em Yuri Alberto.

Para Márcio Rezende de Freitas, comentarista de arbitragem da Itatiaia, o Atlético tem razão em reclamar da expulsão do meio-campista argentino. Para ele, o volante não merecia ter recebido o segundo cartão amarelo.

“Não deveria ter sido expulso de forma alguma. Aí é pecar por excesso. É uma falta de jogo, onde o jogador faz o giro, o outro coloca o corpo à frente. A zaga está ali. Eu não o expulsaria. Acho que houve muita pressão. É um árbitro jovem que acabou aceitando”, disse Márcio Rezende.

“É um lance de jogo, uma trombada. Não é um agarrão, não é uma pancada por baixo. Ele tem que ver melhor os seus conceitos, usa muito cartão amarelo. A gente sabe disso. O primeiro cartão do Battaglia, para mim, foi inquestionável. Esse não”, completou.

O duelo foi cercado de reclamações na Neo Química Arena. Foram oito cartões amarelos aplicados por Yuri Elino, além de um vermelho, apenas no primeiro tempo. O Galo teve um gol anulado por impedimento de Saravia.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Túlio Kaizer é jornalista esportivo com grande experiência no digital. Foi setorista dos três grandes clubes do futebol mineiro: América, Atlético e Cruzeiro. Cobre também basquete, vôlei, esportes americanos, esportes olímpicos e e-sports.
Leia mais