Ouvindo...

Times

Cuca revela discussão entre ex-Cruzeiro e gestor no vestiário do Athletico-PR

De acordo com o treinador, zagueiro Thiago Heleno e gestor Paulo Miranda entraram em atrito após empate com o Corinthians

O técnico Cuca, que deixou o Athletico-PR nessa segunda-feira (24), revelou em entrevista uma discussão entre o zagueiro Thiago Heleno, ex-Cruzeiro, e o gestor desportivo do clube, Paulo Miranda. O treinador afirmou que o fato foi fundamental para sua decisão de deixar o clube paranaense.

A discussão, segundo Cuca, aconteceu logo após o jogo entre Athletico e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. Na Ligga Arena, o Furacão abriu o placar, mas levou o empate nos acréscimos.

“O vestiário é sagrado. O treinador pega a palavra e agradecemos, independente do resultado. Naquele momento, estava havendo uma discussão, entre o Thiago Heleno e o Paulo Miranda, que é excelente pessoa, do bem e muito útil no Athletico. Uma cobrança, o jogador retrucando, e eu senti, naquele momento, que ia desandar”, disse Cuca, em entrevista à Rádio Transamérica.

“Se você deixa desandar, você não é o comandante. E eu falei: ‘Quando tem um culpado diferente todo jogo, o treinador é o culpado e ele precisa agir. Então eu prefiro sair, dar lugar para outra pessoa com mais energia, tirar mais de vocês. Sinto que esse é o momento de eu sair’. Rezamos e pronto. Foi isso, fiz o que o comandante precisa fazer, chamar a responsabilidade e colocar o cargo à disposição”, completou o treinador.

Cuca também respondeu sobre uma publicação de Mario Celso Petraglia, presidente do Athletico-PR. O mandatário do Furacão chamou o treinador de traidor (clique aqui e saiba mais).

“Depois de tudo veio isso (o texto), me chamando de traidor, o que discordo. Eu agi com o coração. Não larguei o Athletico em uma fase ruim, não estou indo para outro clube, estou saindo para que outro treinador possa contribuir ainda mais”, disparou Cuca.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Túlio Kaizer é jornalista esportivo com grande experiência no digital. Foi setorista dos três grandes clubes do futebol mineiro: América, Atlético e Cruzeiro. Cobre também basquete, vôlei, esportes americanos, esportes olímpicos e e-sports.
Leia mais