Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Juninho, do América, lamenta gol sofrido no fim e cobra ‘dever de casa’ na Série B

Coelho sofreu empate do Botafogo-SP na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro e agora mira duelo com o Novorizontino em BH

Capitão do América, o meia Juninho lamentou o gol sofrido no fim do duelo com o Botafogo-SP na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira (19), o Coelho foi a Ribeirão Preto e ficou no 1 a 1 com a Pantera.

Renato Marques abriu o placar para o Coelho já no segundo tempo, mas a equipe mineira viu Bernardo Schappo empatar para o Botafogo-SP já nos acréscimos, em jogada de escanteio. Juninho valorizou as ações de ataque do América, mas pediu atenção para evitar mais gols sofridos em reta final dos duelos.

“Com a zaga alta [do Botafogo-SP], a gente sabia que só entraria uma bola rápida e foi assim que construímos nosso gol. Uma pena sofrer o gol em um escanteio no final, que seja ‘o único’. Esse negócio de sofrer gol no final, nós sofremos no ano passado, que esse ano a gente não sofra. Se tem um ponto positivo esse ano, é a nossa defesa, então é corrigir”, destacou após a partida.

Leia também

O meia americano ainda citou a disputa intensa na briga pelo acesso à Série A. Mesmo com um ponto somado fora de casa, Juninho frisou que o time precisa “fazer o dever de casa” e não desperdiçar pontos diante do torcedor no estádio Independência.

“Primeira rodada ainda, é lógico que não foi o resultado que buscávamos, mas sabemos que na Série B, se não der para ganhar, temos que somar pontos. E agora, para esse ponto valer, temos que fazer o dever de casa. É o que vamos fazer na próxima rodada”, completou.

O foco do Coelho agora se volta para a segunda rodada da Série B. No dia 27 de abril, o América recebe o Novorizontino em Belo Horizonte. O adversário chega após vitória de virada sobre o CRB na estreia da competição.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista formado na PUC Minas. Experiência com reportagens, apresentação e edição de texto em televisão, rádio e web. Vivência em editorias de Cidades e Esportes.
Fabrício Calazans se formou em jornalismo no UniBH. Ingressou na Itatiaia como estagiário em 2010 e passou por edição, reportagem, produção e apresentação. No “ar”, iniciou cobrindo a Copa Itatiaia. Foi também setorista da Federação Mineira de Futebol, apresentador do Apito Final e plantão nas Jornadas Esportivas. Atualmente faz a cobertura do América. Tem no currículo participações em eventos nacionais e internacionais de futebol e esportes olímpicos.
Leia mais