Ouvindo...

Times

Petraglia, do Athletico-PR, faz previsão sobre Cuca no Cruzeiro

Dirigente criticou postura de Cuca no Athletico-PR em nota publicada no Facebook

Presidente do Athletico-PR, Mario Celso Petraglia detonou Cuca após a saída do Furacão. Em contato com o Itatiaia Esporte, o dirigente foi indagado se vê chance de o treinador chegar à Toca da Raposa II ainda nesta temporada e fez uma previsão.

“Não acredito que agora, com a pressão (de ter deixado o Athletico no meio do trabalho), aceite este ano treinar algum clube! Irá no ano que vem!”, disse Petraglia à reportagem.

Cuca desmentiu, na manhã da segunda-feira (24), uma possível negociação com a equipe celeste. O treinador pediu respeito ao atual comandante da equipe, Fernando Seabra, e disse que não pretende dirigir outro clube nesta temporada.

“Quanto ao Cruzeiro, as pessoas têm que tomar cuidado com o que falam e com o que fazem. Uma matéria irresponsável como essa que foi posta, põe em xeque muita coisa. O Cruzeiro tem um treinador, tem as pessoas trabalhando lá. Tem que ter o respeito com essas pessoas e comigo também”, afirmou à Jovem Pan.

Leia também:

Leia também

Cuca interessa ao Cruzeiro?

Segundo apurou a Itatiaia, Cuca é um técnico que agrada a Pedro Lourenço, novo sócio majoritário da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Cruzeiro. No entanto, ainda de acordo com apuração da reportagem, não existe nenhuma negociação em andamento.

A despeito disso, os rumores sobre Cuca no Cruzeiro deram início a rejeição por parte da torcida nas redes sociais. Parte dos torcedores já utilizaram redes sociais com a hashtag #CucaNão.

Cuca teve uma passagem pelo Cruzeiro entre os anos de 2010 e 2011. Foram 59 jogos, com 36 vitórias, 11 empates e 12 derrotas. Ele foi campeão pelo clube do Campeonato Mineiro em 2011.

Saída do Corinthians

Em seu desabafo no Facebook, ocorrido na segunda-feira (24), Mario Celso Petraglia citou ainda a tumultuada saída do Cuca do Corinthians, em abril de 2023. O executivo rubro-negro citou ter sido usado.

“Prometo que não seremos doravante mais usados e abusados pelo mau caráter de pessoas que pela nossa resiliência aceitamos ajudá-las! Foi o que ocorreu com o Cuca, o qual nos usou e depois nos traiu! Jamais esperava um comportamento descontrolado que teve nos vestiários após o empate com o SCCP!”, disse em parte da nota.

Cuca deixou o Corinthians em 27 de abril de 2023, após vitória por 2 a 0 sobre o Remo, na terceira fase da Copa do Brasil.

O treinador de 59 anos deixou o Timão após apenas duas partidas, com uma derrota e uma vitória. O motivo da demissão precoce foi a forte pressão dos torcedores sobre a diretoria, fruto da condenação de Cuca por estupro a uma jovem de 13 anos em 1987, na Suíça.

À época, a rejeição ganhou força, com declaração de Will Egloff, advogado da vítima do caso em questão. Ao UOL, ele afirmou que Cuca foi reconhecido como um dos autores do estupro coletivo.

Em janeiro de 2024, o Tribunal Regional de Berna, na Suíça, anulou a sentença que havia condenado o técnico Cuca por estupro. O ex-jogador havia sido julgado por ter feito sexo, sob coerção, com uma menor de idade durante uma excursão do Grêmio em 1987 no país europeu.

A extinção do processo se deu por uma falha na condução jurídica. Não há possibilidade de um novo julgamento, uma vez que o crime já prescreveu. Vale destacar que o Tribunal não julgou o mérito, e, portanto, não inocentou Cuca.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais