Ouvindo...

Times

Jogador releva que quis ‘matar’ Adilson Batista no vestiário: ‘Mau-caratismo’

Treinador trocou o Ceará pelo Cruzeiro na reta final do Campeonato Brasileiro de 2019

Perguntado se já teve problemas com treinadores ao longo da carreira, Thiago Galhardo revelou uma briga com Adilson Batista. O atacante não gostou de ser substituído no intervalo da partida entre Ceará e Flamengo, no Castelão. O jogo estava 1 a 0 para o Vozão antes da alteração (com gol dele) e terminou 4 a 1 para os cariocas.

Em entrevista ao Lance, o jogador de 34 anos disse que “queria matar” o técnico no vestiário do Castelão. Um dos líderes daquele elenco, Ricardinho teria sido o responsável por evitar uma briga maior.

“O jogo entre Ceará e Flamengo, a gente brigando para não cair, 1 a 0, gol meu, e ele me tira no intervalo. Eu era artilheiro do time. Não entendi nada. Depois a gente toma 5 a 1 e eu queria matar ele. Ricardinho me segurou”, disse.

A bronca de Galhardo com Adilson Batista ainda cresceu no dia seguinte. Demitido após a goleada sofrida para o Flamengo, o treinador assumiu o comando do Cruzeiro na reta final do Campeonato Brasileiro. O clube celeste lutava contra o rebaixamento, assim como o Vozão.

“Na madrugada ele é mandado embora e assume o Cruzeiro no dia seguinte. O Cruzeiro brigava com a gente contra o rebaixamento. Acho que isso foi mau-caratismo. Não era ele que mandava nos treinos dele também. Era o auxiliar”, finalizou.

Após a saída de Adilson Batista, o Ceará conseguiu se livrar do rebaixamento. No comando do Cruzeiro, o treinador foi rebaixado.

Hugo Lobão é repórter multimídia do portal Itatiaia Esporte. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, passou por Hoje Em Dia, Record e Globo Esporte. Amante de esportes olímpicos.
Leia mais