Ouvindo...

Times

Celtics vencem Mavericks no primeiro jogo das finais da NBA

Vitória da equipe de Boston contou com atuação coletiva inspirada e brilho de Porzingis

Foi com a ajuda de um reserva que o Boston Celtics saiu na frente nas finais da NBA, na madrugada desta sexta-feira (7). Jogando em casa, no TD Garden, a equipe de Boston contou com atuação inspirada do pivô letão Kristaps Porzingis para superar o Dallas Mavericks por 107 a 89 no primeiro jogo da série melhor de sete que decidirá o campeão da NBA.

As duas equipes voltam a se enfrentar no domingo, novamente na casa dos Celtics. Na sequência, os Mavericks sediarão o jogo 3 e 4, nos dias 12 e 14, na semana que vem. O time de Boston é o favorito ao título ao 18º título de sua história por ter feito, com folga, a melhor campanha na temporada regular da NBA.

Na noite desta quinta, o jogo mais coletivo dos Celtics esteve diante de Luka Doncic, a principal referência dos Mavericks. E soube se impor em quadra, com ajuda do banco de reservas. Não bastasse a boa atuação de Jaylen Brown, cestinha do time com 22 pontos, e Jayson Tatum, autor de um “double-double” de 16 pontos e 11 rebotes, o time anfitrião contou com uma bela performance de Porzingis.

O letão saiu do banco de reservas para anotar 20 pontos e seis rebotes em apenas 20 minutos em quadra. Porzingis entrara em quadra sem saber se iria responder porque ficara mais de um mês afastado devido a uma lesão na panturrilha. Ao longo da partida, o pivô não indicou dores ou desconforto no local.

“Esta noite foi uma afirmação de que eu realmente sou bom. Não sou perfeito, mas posso jogar assim e contribuiu com o time”, celebrou Porzingis, último jogar dos Celtics a ir para a quadra na apresentação do time. “A adrenalina estava bombando nas minhas veias”, declarou.

Neste ritmo, os Celtics começaram na frente sem dificuldade, com apoio da torcida. Os anfitriões foram melhores em quadra ao longo de todo o primeiro tempo, abrindo 21 pontos de frente. Na volta do intervalo, os Mavericks equilibraram o duelo tanto no terceiro quanto no quarto períodos, mas não o suficiente para reverter a bela vantagem construída pelos donos da casa no primeiro tempo.

A maior dificuldade do time de Dallas ao longo da partida foi a falta de consistência no ataque. Com o jogo concentrado em Doncic, os visitantes foram previsíveis para os Celtics. O astro do time foi o cestinha da partida, com 30 pontos. P.J. Washington contribuiu com 14 pontos e oito rebotes.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Portal de esportes da Itatiaia
Leia mais