Ouvindo...

Times

CBB deve demitir preparador físico após posicionamento sobre PL do Aborto

Postagem foi feita numa rede social nesta sexta-feira (21)

O preparador físico da Seleção Brasileira de Basquete Feminino, Diego Falcão, deve ser desligado do cargo pela Confederação Brasileira de Basquete (CBB). O motivo foi uma publicação numa rede social a favor do Projeto de Lei (PL) 1904/2024, que equipara o aborto em gestações acima de 22 semanas ao crime de homicídio - mesmo em casos previstos por lei.

“Qualquer país que aceite o aborto não está ensinando o seu povo a amar, mas a usar qualquer violência para conseguir o que deseja”, escreveu nos stories do Instagram. A frase é atribuída a Madre Teresa de Calcutá.

Leia também

A postagem gerou grande desconforto entre as atletas. A CBB tomou conhecimento da situação e passou a ponderar a permanência do preparador na comissão técnica. A informação foi divulgada pelo portal Beta Basket e confirmada pela Itatiaia.

Damiris Dantas, atleta da WNBA e uma das principais referências da Seleção, se manifestou publicamente cobrando a CBB. “Inaceitável que um profissional, que trabalha com o (esporte) feminino, demonstre esse tipo de posicionamento nas redes sociais”, escreveu em uma série de publicações.

Diego Falcão passou por Flamengo e trabalha na Seleção desde 2015. Ele integrou o grupo que foi aos Jogos Pan-Americanos em Lima, depois também fez parte do grupo que disputou a Olimpíada no Rio em 2016.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais