Ouvindo...

Times

Saiba qual a inspiração para criação de roupas do Brasil no Pan-Americano

Camila de Paula Souza, gerente de estilo da Riachuelo, falou com exclusividade à Itatiaia sobre

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) veste, nesta edição dos Jogos Pan-Americanos, uma linha de roupas exclusiva assinada pela Riachuelo. A rede de lojas de departamento patrociona o COB e os atletas do país usaram roupas exclusivas na abertura dos Jogos, no último dia 20. Camila de Paula Souza, gerente de estilo da marca, falou sobre a inspiração da coleção.

“Para a cerimônia de abertura, que é um momento muito especial dos atletas, a gente queria celebrar o nosso país, a nossa flora, nossas cores vibrantes, muita energia do Brasil, e peças de alfaiataria, que não são peças que fazem parte do dia a dia do atleta. E, uma cerimônia de abertura, não é todo dia que temos uma. Essa foi a principal inspiração”, falou, em entrevista exclusiva à Itatiaia.

A gerente destacou a ideia de fazer algo diferente do usual. Por isso, a escolha por peças de alfaiataria. A relação entre a moda e o esporte foi ponto importante no processo de criação.

“A gente queria fazer uma coisa diferente, principalmente para a cerimônia de abertura, a gente queria sair do dia a dia dos atletas, que estão sempre com as roupas de treino. A gente queria proporcionar um momento especial para eles. Por isso, veio a ideia da alfaiataria”, pontuou.

Além das roupas para abertura, a Riachuelo também ficou responsável pela criação do uniforme de viagem. Para essa peça, Camila destacou que a principal preocupação foi o conforto dos atletas.

“O de viagem a gente prezou muito pelo conforto, um momento super especial dos atletas que estão embarcando no sonho que é ir para o Pan-Americano”, comentou.

Segundo Camila, a produção de kits foi alto em volume. A estimativa é da produção de 1.700 a 1.800 conjuntos.

Paris-2024

Camila também pontuou o processo de preparação para as peças usadas pelo Time Brasil nos próximos Jogos Olímpicos. A parceria com a Riachuelo seguirá em Paris-2024 e a gerente deu dicas do que se pode esperar quanto ao vestuário dos atletas.

“Estamos muito contentes para trazer novidades. Nosso trabalho é muito alinhado com o trabalho do COB e do COI. Os grandes temas para a Olímpiada são sustentabilidade e equidade de gênero. A sustentabilidade está em nosso DNA, a Riachuelo já trabalha com muitas práticas sustentáveis. E a gente vai trazer isso na máxima potência para as Olímpiadas”, explicou.

A gerente destacou a ideia de fazer algo diferente do usual. Por isso, a escolha por peças de alfaiataria. A relação entre a moda e o esporte foi ponto importante no processo de criação.

“A gente vai trazer muita novidade, tem muita coisa interessante e que a gente nunca viu. Se a gente acha que está diferente no Pan, esperem para ver em Paris, porque vai ser épico”, finalizou.

Emerson Romano escreve semanalmente sobre futebol
Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais