Ouvindo...

Times

Vice de Zema nega atritos com ministro de Lula durante encontro do G20 em BH

Mateus Simões e Alexandre Silveira participaram da abertura do Grupo de Trabalho de Transições Energéticas, em BH

O vice-governador Mateus Simões (Novo) afirmou, durante encontro do Grupo de Trabalho de Transições Energéticas do G20, na manhã desta segunda-feira (27), em Belo Horizonte, que as divergências políticas com o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não atrapalha a relação com o ministro Alexandre Silveira (PSD), coordenador do evento na capital mineira.

Questionado se as disputas eleitorais podem impedir o diálogo com Alexandre Silveira, Mateus Simões afirmou que o governo estadual não mistura questões políticas com questões de governo.

“Estamos em 2024, as eleições deste ano são municipais, vão acontecer em 853 municípios. Em alguns deles os candidatos do ministro Alexandre vão ganhar, em outros os nossos candidatos vão ganhar. Mas atrapalhar a relação com o governo federalseria muita mesquinharia. Da nossa parte, definitivamente, não misturamos questões de eleição com as questões de governo”, afirmou o vice-governador.

Veja mais: G20 em BH: Mateus Simões diz que Minas Gerais precisa voltar a pensar em geração hidrelétrica

Simões e Silveira devem estar em campos opostos na próxima disputa pelo governo de Minas. O vice-governador é apontado como provável nome do Partido Novo para disputar a sucessão do governador Romeu Zema em 2026. Já Silveira faz parte do grupo do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), outro nome cotado para o governo de Minas.

Encontro do G20

O Grupo de Trabalho de Transições Energéticas do G20 se reúne a partir desta segunda-feira (27), no Minascentro, na região Central de Belo Horizonte, para discutir o cenário de transição global para o uso de fontes de energias limpas e sustentáveis.

Os representantes das principais economias do mundo já se reuniram para discutir a transição para energia limpa em outras reuniões organizadas em outros países. Em abril do ano passado, o encontro aconteceu em Gandhinagar, na Índia.

“Nossa matriz elétrica é 88% limpa, somos grandes produtores de energia hidráulica, eólica, solar e de biomassa. O Brasil também é destaque na produção de biocombustíveis, como o etanol. Somos os grandes líderes mundiais da transição energética, por isso temos propriedade para incentivar e cobrar do mundo ações efetivas para enfrentarmos as graves mudanças climáticas que temos enfrentado. É isso que vamos debater e defender junto aos países do G20”, disse Silveira, ao explicar o intuito do encontro.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Mineiro de Urucânia, na Zona da Mata. Mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Ouro Preto (2024), mesma instituição onde diplomou-se jornalista (2013). Na Itatiaia desde 2016, faz reportagens diversas, com destaque para Política e Cidades. Comanda o PodTudo, programa de debate aos domingos à noite na Itatiaia.
Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Leia mais