Ouça a rádio

Compartilhe

Campanha de imunização contra a gripe e sarampo termina em 03 de junho

Meta ainda não foi alcançada e Governo de Minas alerta para a importância da vacinação

Gripe e sarampo

A campanha de imunização contra a gripe e sarampo, que começou em abril termina agora no dia 03 de junho, mas Minas Gerais ainda não atingiu as metas. O recomendado é imunizar 90% do público-alvo contra a gripe e 95% contra o sarampo. Por isto, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado da Saúde reforça a importância de os grupos elegíveis se vacinarem.

De acordo com o painel do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal contra o sarampo em Minas está em torno de 45,92% das crianças com idade de 6 meses a menores de 5 anos de idade e 47,1% dos trabalhadores da saúde em Minas.

Já em relação à vacinação contra a gripe, os dados do painel apontam uma cobertura de 60,8% no grupo de pessoas com 60 anos ou mais de idade, 60,9% entre os trabalhadores da saúde e somente 41,5% entre as crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade.

Diante deste cenário, a Secretaria de Estado da Saúde faz o alerta: quem ainda não se vacinou e pertence ao público alvo para a campanha deve procurar os postos de saúde. A gripe está em período sazonal e pode gerar complicações, até mesmo óbitos”.

Importância do calendário vacinal em dia

A Secretaria de Estado de Saúde destaca a importância de manter todo o calendário vacinal em dia para evitar que doenças imunopreveníveis retornem. Desde 2020, o estado tem observado uma queda nos índices de cobertura vacinal infantil.

Vacinas como a poliomielite e a tríplice viral estão com administração abaixo do esperado em crianças com menos de 1 ano de idade girando em torno de 70% de cobertura. A meta preconizada pelo Ministério da Saúde para o calendário infantil é de 95% de cobertura.

Por isso, o estado tem realizado uma série de medidas para reforçar a vacinação de rotina dos demais imunizantes do calendário anual em crianças, orientando os municípios a fazer busca ativa dos grupos e recomendando a realização de estratégias de vacinação que extrapolam as salas de vacinas, com a realização de vacinação em praças, rodoviárias e outros locais de circulação cotidiana.

Doses de reforço contra a Covid-19

Também no caso da Covid-19, a Secretaria de Estado de Saúde reforça a necessidade de se completar a cobertura vacinal, seja com a segunda dose para crianças e adolescentes de 05 a 11 anos, seja com a dose de reforço para o público entre 18 e 60 anos e agora também para os adolescentes de 12 a 17, incluídos recentemente neste grupo, além da quarta dose em pessoas acima de 60 anos.

Mesmo com o aumento do número de casos de covid-19 em algumas regiões do estado, a Secretaria de Estado de Saúde informou que Minas Gerais não deverá passar pela quarta onda da doença, reforçando, no entanto, a importância da vacinação de toda a população.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido