Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Relembre os últimos trabalhos de Ricardo Drubscky, novo coordenador do Sport

Experiente treinador e gestor, Drubscky, coincidentemente, substituiu o técnico Enderson Moreira, no América, em 2018

Ricardo Drubscky, novo diretor-técnico do Sport

Ricardo Drubscky, novo diretor-técnico do Sport

Mourão Panda/América

Ricardo Drubscky desembarca nesta terça-feira (28), no Recife, para iniciar o trabalho como coordenador-técnico de futebol do Sport. Com passagens por diversos clubes em cargos técnicos, executivos e diretivos, o experiente profissional de 63 anos terá como principal missão montar o elenco rubro-negro para conquistar o acesso à Primeira Divisão em 2024.

Mineiro de Belo Horizonte, Drubscky iniciou a sua carreira como treinador no Universidad Católica, do Equador, em 1996. Como treinador, comandou diversos clubes nacionais: Atlético, América, Goiás, Fluminense, Vitória, Tombense e Villa Nova. Seus últimos trabalhos como técnico foram no Floresta, do Ceará, e, por fim, no Betim, comandando a equipe na Segunda Divisão do Estadual.

No Floresta, em 2022, disputou a Copa do Nordeste e a Série C, porém sem sucesso. Em 18 jogos em que ele esteve à frente do Lobo, conquistou cinco vitórias, dois empates e 11 derrotas. O aproveitamento final foi de 31,5%.

Neste ano, esteve no Betim, onde disputou e levou a equipe até o Hexagonal Final do Módulo II do Campeonato Mineiro. Acabou, porém, perdendo o acesso no jogo final contra o Uberlândia. Em 21 jogos, venceu 12, empatou três e perdeu seis vezes.

Ricardo Drubscky foi, na maior parte a sua carreira, treinador de futebol. Nesta função, conquistou acessos pelo Ipatinga, em 1998, para a Primeira Divisão do Campeonato Mineiro; em 2011, pelo Tupi, subindo para a Série C; e pelo Athletico-PR, em 2012, deixando a Série B para colocar o time no Brasileirão.

Coordenador no América: acesso à Série A

Como coordenador-técnico, ele obteve o mesmo êxito em 2017, quando levou o América à Primeira Divisão. Na ocasião, ele ficou no cargo até o ano seguinte, quando acabou incumbido de substituir o então treinador da equipe Enderson Moreira, transferido para o Ceará. Drubscky, entretanto, só ficou por dois jogos no cargo.

Coordenador no Cruzeiro: sem sucesso

Drubscky foi contratado pelo Cruzeiro para trabalhar como diretor de futebol de base em dezembro de 2019. Poucos meses depois, já assumiu a direção de futebol profissional. Com a equipe em crise na disputa da Série B, acabou demitido em outubro. Naquele ano, o Cruzeiro esteve muito longo acesso à Série A, terminando a competição em 11º.

Boston City FC Brasil: saída antes do previsto

Em janeiro de 2021, Ricardo Drubscky foi contratado pelo Boston City FC Brasil para ser o “manager” do clube por duas temporadas. Ficou apenas um ano no cargo da equipe da Zona da Mata mineira, que tem um projeto audacioso para revelar jogadores.

Inicialmente no cargo de gestor, Drubscky acabou treinando a equipe no Módulo II do Mineiro. O time de Manhuaçu foi até as quartas de final, quando acabou eliminado pelo Uberaba, equipe que foi a campeã da competição. Deixou o clube ao fim da temporada.

Jornalista, natural do Recife, é atualmente correspondente do portal Itatiaia Esporte na região Nordeste. Com mais de uma década de experiência no jornalismo esportivo, tem passagens pela Folha de Pernambuco, Diario de Pernambuco, Superesportes e NE45. Em Portugal, trabalhou por O Jogo e Sport Magazine.
Leia mais