Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Enderson, do Sport, é ‘rei do acesso’ entre técnicos candidatos a vaga na Série A

Léo Condé, Umberto Louzer, Thiago Carpini, Eduardo Baptista e Cláudio Tencati também buscam acesso

Léo Condé, Enderson Moreira, Thiago Carpini e Umberto Louzer estão no G4 da Série B

Léo Condé, Enderson Moreira, Thiago Carpini e Umberto Louzer estão no G4 da Série B

Vitória/Divulgação, Raphael Bandeira/SCR, Juventude/Divulgação e Raphael Silvestre/Guarani

A sete rodadas do fim da Série B do Campeonato Brasileiro, ao menos sete clubes têm mais de 20% de chance de acesso à elite do futebol nacional.

Em busca de uma vaga na Série A, alguns treinadores podem ampliar, em seus respectivos currículos, outra passagem para uma divisão superior. Léo Condé (Vitória), Enderson Moreira (Sport), Umberto Louzer (Guarani), Eduardo Baptista (Novorizontino) e Cláudio Tencati (Criciúma) já conquistaram acessos em competições nacionais. Por sua vez, Thiago Carpini (Juventude) nunca ascendeu uma equipe entre os principais torneios do país.

No momento, os clubes comandados por esses profissionais são os candidatos mais fortes ao acesso à Série A. O Vitória é o líder, com 58 pontos, perseguido por Sport (55), Juventude (54) e Guarani (54).

Enderson Moreira

Em busca do acesso à elite do futebol nacional, Enderson Moreira, de 52 anos, também briga para aumentar um recorde que já lhe pertence: o de maior campeão da Série B. Em 2023, no comando do Sport, o técnico mineiro pode levantar a taça da Segunda Divisão pela quarta vez na carreira.

O primeiro título de Enderson na Série B foi conquistado em 2012, quando dirigiu o Goiás. Naquele ano, o Esmeraldino foi campeão com 78 pontos, cinco a mais em relação ao Criciúma, vice-líder. A campanha do time goiano foi marcada por 23 vitórias, nove empates e apenas seis derrotas.

Já em solo mineiro, Enderson Moreira faturou a Série B pelo América, em 2017. Mesmo com a forte concorrência do Internacional, vice-campeão com 71 pontos, o Coelho entrou para o hall dos bicampeões do torneio ao somar 73 pontos. Em 38 jogos, o América venceu 20, empatou 13 e perdeu cinco.

Há dois anos, em 2021, em uma das edições da Série B mais disputadas da história, Enderson Moreira se consagrou tricampeão no comando do Botafogo. Com 70 pontos e 20 vitórias na campanha, o Glorioso fez cinco a mais que o Goiás, vice-líder. Na temporada, Cruzeiro (14º lugar, com 48 pontos) e Vasco (10º lugar, com 49 pontos) sequer brigaram pelo acesso.

Com Enderson Moreira, o Sport é um dos principais candidatos ao título da Série B. Depois de 31 rodadas, o Leão da Ilha ocupa a segunda posição, com 55 pontos. O líder é o Vitória, com 58 pontos. Juventude e Guarani fecham o G4, com 54 pontos cada um.

Léo Condé

Líder com o Vitória na atual edição, com 58 pontos, Léo Condé está perto de conquistar o seu segundo acesso na carreira. Em 2021, ele foi o técnico que levou o Novorizontino da Série C para a Série B. O clube paulista, inclusive, jamais havia disputado a Segunda Divisão na história.

Na Série B, Léo Condé já “bateu na trave” outras duas vezes. Em 2020, o treinador comandou o Sampaio Corrêa ao sexto lugar, com 57 pontos e quatro a menos em relação ao Cuiabá. Já no ano passado, em 2022, também pela Bolívia Querida, Condé ficou na quinta posição, com 58 pontos e quatro a menos que o Vasco.

Thiago Carpini

Responsável por alavancar a temporada do Juventude, Thiago Carpini jamais conseguiu um acesso na carreira. O jovem, de 39 anos, busca levar os gaúchos à elite do futebol nacional após dois anos. O Papo ocupa a terceira colocação da Série B, com 54 pontos.

Umberto Louzer

Técnico do Guarani, Umberto Louzer só conquistou um acesso na carreira. Contudo, na ocasião, o técnico foi campeão da Série B, em 2020, pela Chapecoense. Na temporada, o clube catarinense venceu o troféu com os mesmos 73 pontos do América, vice-líder, mas levou a melhor no saldo de gols: 21 a 20.

Eduardo Baptista

Técnico experiente, com passagens por grandes clubes do Brasil, Eduardo Baptista foi campeão da Série D pelo Mirassol há três anos. Em 2020, o filho de Nelsinho Baptista conquistou, até então, o seu único acesso da carreira.

Cláudio Tencati

Apesar de estar um pouco mais distante na tabela, o Criciúma ainda tem esperança de voltar à Série A. Sétimo colocado, com 51 pontos, o Tigre é comandado por Cláudio Tencati, que justamente conduziu o clube à Série B, em 2021.

Chances de acesso à Série A (segundo a UFMG)

  • Vitória: 92,5%

  • Juventude: 66,9%

  • Sport: 53,6%

  • Guarani: 50,5%

  • Atlético-GO: 47%

  • Novorizontino: 45,5%

  • Criciúma: 21,2%

  • Mirassol: 10,6%

Obs: só foram consideradas as equipes com mais de 10% de chances de acesso

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leia mais