Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Príncipe da Arábia Saudita planeja visitar o Brasil e investir 10 bi de dólares no país até 2030

Os dois países pretendem criar um conselho bilateral para realizar reuniões periódicas

Jantar oferecido pelo príncipe da Arábia Saudita, Mohamed Bin Salman, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e comitiva brasileira

Jantar oferecido pelo príncipe da Arábia Saudita, Mohamed Bin Salman, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e comitiva brasileira

Ricardo Stuckert

O príncipe da Arábia saudita, Mohamed Bin Salman, planeja visitar o Brasil e conhecer a Amazônia, que será sede da COP30 em 2025. A autoridade árabe falou sobre os planos durante um jantar oferecido no Palácio Real, na capital Ríade, nesta terça-feira (28), para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a comitiva brasileira, formada por ministros e pelo presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Investimentos

No encontro, Bin Salman reafirmou que pretende investir, até 2030, US$10 do Fundo Soberano Saudita no Brasil. A aplicação deve ser feita em projetos na área de energia limpa, hidrogênio verde, defesa, ciência e tecnologia, agropecuária e obras de infraestrutura do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A Arábia Saudita tem objetivos de sustentabilidade que envolvem a produção de 90 GW de energia limpa, nos próximos sete anos, dentro e fora do país. O Brasil é considerado um dos países com maior potencial para receber investimentos com esse fim, em energias renováveis, como o hidrogênio verde.

Conselho Bilateral

Os dois países pretender criar um Conselho bilateral, em nível ministerial, para se reunir periodicamente e aprofundar relações econômicas e politicas entre os dois países. Uma das metas é que as transações comerciais entre os dois países saltem dos atuais US$ 8 bilhões ao ano para US$ 20 bilhões até 2030.

Durante o jantar, o presidente Lula reforçou a importância da reaproximação do Brasil com os países árabes e destacou o potencial do Brasil para a transição energética e o combate à crise climática. De acordo com o presidente, o Brasil vai apresentar na COP-28, em Dubai, os avanços no controle do desmatamento e ações conectadas à preservação e proteção das florestas tropicais.

Edilene Lopes é jornalista, repórter e colunista de política da Itatiaia, podcaster no “Abrindo o Jogo” e mestre em ciência política pela UFMG. Graduou-se pelo Uni-BH e diplomou-se em jornalismo digital pelo Centro Tecnológico de Monterrey (México). Na Itatiaia desde 2006, já foi produtora e apresentadora. Em 2016 foi eleita, pelo Troféu Mulher Imprensa, a melhor repórter de rádio do Brasil.
Leia mais