Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Haddad sobre Reforma Tributária: ‘governadores terão boa surpresa’

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou nesta terça-feira (24) que haverá incremento aos recursos do Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR) no relatório da Reforma Tributária

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou nesta terça-feira (24) que o relatório da Reforma Tributária irá trazer um incremento ao Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR) que, nas palavras de Haddad, “será uma boa surpresa aos governadores”. O discurso foi feito na noite desta terça-feira, após reunião com governadores da região Nordeste do país. “Acredito que eles (governadores) terão uma boa surpresa. Já fechamos com Eduardo Braga, que deve entregar o relatório nas próximas horas e conceder uma coletiva amanhã (25)”, detalhou Haddad.

O ministro da Fazenda evitou dar detalhes do percentual que será acrescido ao FDR, mas garantiu que as sugestões do governo ao texto da Reforma Tributária receberam o aval do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Ele (Eduardo Braga) já recebeu a proposta do Ministério da Fazenda. Incorporou. Na minha opinião, ficou positivamente surpreso com a disposição da Fazenda em negociar. Obtive o aval e falei com o presidente (Lula) sobre tudo. De maneira que eu acredito que o relatório virá com a robustez necessária para ser aprovado em 15 dias e, quem sabe, a Câmara possa sacramentar a Reforma Tributária, uma vez que ela terá que se debruçar sobre as alterações do Senado”, detalhou Haddad.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta terça-feira (24) que a Reforma Tributária deve ser aprovada pelo Senado em novembro. Pacheco detalhou que o parecer será apresentado nesta quarta-feira (25), na Comissão de Constituição e Justiça, pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM).

Repórter da Itatiaia desde 2018. Foi correspondente no Rio de Janeiro por dois anos, e está em Brasília, na cobertura dos Três Poderes, desde setembro de 2020. É formado em Jornalismo pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso), com pós-graduação em Comunicação Eleitoral e Marketing Político.
Leia mais