Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Nomeado para a Embratur, Freixo anuncia filiação ao PT e faz críticas ao PSB

Deputado federal vai ocupar cargo na Agência de Turismo do governo Lula

Nomeado pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para presidir a Embratur (Agência Brasileira de Promoção do Turismo), o deputado federal Marcelo Freixo anunciou que vai se filiar ao PT. O parlamentar fez críticas ao PSB, partido pelo qual disputou o governo do Rio em 2022.

Em entrevista ao jornal O Globo, Freixo falou sobre as insatisfações com lideranças do PSB e citou o deputado Alessandro Molon, presidente da sigla no Rio de Janeiro,

“O PSB foi para um lugar em que eu não me enxergo mais”, afirmou Freixo. “Tive problemas porque o acordo (na eleição de 2022) passava pela candidatura ao Senado e não foi cumprido pelo Molon e, portanto, pelo PSB. O siqueira é testemunha e reafirmou isso a mim. Isso levo a uma relação muito ruim”, avalia.

Freixo já foi filiado ao PT entre o final da década de 1980 até 2003, quando migrou para o PSOL. Em 2006, ele foi eleito deputado estadual pelo PSOL, sendo o parlamentar mais votado do partido. Para disputar o governo do Rio no ano passado, Freixo mudou para o PSB, mas ficou menos de um ano no PSB.

Além da insatisfação com o PSB fluminense, a mudança para o PT indica também futuras pretensões políticas de Freixo, que poderá disputar novamente a prefeitura do Rio em 2024.

“Preciso estar num lugar que tenha construção partidária, coisa que não teve no PSB. Um lugar que tenha trabalho de base. Era o que eu queria fazer no PSB, mas não foi possível, não era esse o projeto. Minha conversa com o PT é para fazer esse processo de formação política e construir uma frente democrática ampla liderada pelo partido onde eu possa ajudar”, explica.

Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Leia mais