Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Senador eleito Cleitinho Azevedo deixa o PSC e se filia ao Republicanos

PSC não atingiu cláusula de barreira e decidiu se fundir com o Podemos

O senador eleito Cleitinho Azevedo trocou o PSC, legenda pela qual se elegeu para o Senado este ano, e se filiou ao Republicanos.

O anúncio foi feito pelo partido nesta quarta-feira (7), com o presidente da sigla, deputado federal Marcos Pereira ao lado de Cleitinho e do deputado federal mineiro Euclydes Petterson, que também deixou o PSC e migrou para o Republicanos.

Veja mais: Cleitinho Azevedo é eleito senador da República por Minas Gerais

O PSC não atingiu a cláusula de barreira na eleição de 2022 e por isso decidiu pela fusão com o Podemos.

“Os dois novos republicanos se somam ao deputado federal reeleito Aluisio Mendes, do Maranhão, que se filiou na última quinta-feira. Com isso, a bancada na Câmara, para a próxima legislatura, contará com 43 parlamentares frente aos 41 eleitos em 2022. No Senado, Cleitinho se juntará aos senadores eleitos Damares Alves, pelo Distrito Federal, e Hamilton Mourão, no Rio Grande do Sul, e também ao senador, Mecias de Jesus”, informou o partido.

O suplente de Cleitinho, Alex Diniz, também anunciou sua migração para o partido.

Cleitinho de Azevedo tem 40 anos e é natural de Divinópolis. Empresário e músico, ele foi eleito em 2016 para seu primeiro mandato como vereador em sua cidade natal. Em 2018, elegeu-se deputado estadual pelo PPS. Passou pelo Cidadania e se elegeu para o Senado pelo PSC.

Editor de Política. Formado em Comunicação Social pela PUC Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Já escreveu para os jornais Estado de Minas, O Tempo e Folha de S. Paulo.
Leia mais