Ouça a rádio

Compartilhe

Câmara de BH rejeita projetos que homenageavam Marielle Franco 

Projetos que criavam o dia Marielle Franco e nomeava um posto de saúde no Barreiro em homenagem à vereadora foram derrubados 

Câmara de BH rejeitou projetos que homenageavam Marielle Franco

Dois projetos que buscavam homenagear a vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros em março de 2018 no Rio de Janeiro, foram rejeitados pelos vereadores de Belo Horizonte. 

Um dos projetos, o PL 78/2021, previa a criação do Dia Marielle Franco de Enfrentamento à Violência Política contra Mulheres Negras, LGBTQIA+ e periféricas no dia 14 de março foi rejeitado por 26 votos a 14. O projeto foi arquivado após a sessão de terça-feira (12). 

Outra proposta que tinha como objetivo homenagear Marielle Franco, o PL 244/2021 propunha a mudança do nome do Centro de Saúde Vila Cemig, na região do Barreiro, para Centro de Saúde Marielle Franco. 

A proposta foi aprovada na Câmara de BH, mas foi vetada pelo prefeito Fuad Noman (PSD). Ao justificar o veto, o prefeito afirmou que trabalhadores e usuários do centro de saúde se manifestaram contra a mudança do nome em reunião realizada em 19 de abril deste ano. 

“A designação ‘Vila Cemig’ já se encontra consolidada pelo tempo e assimilada pela comunidade local, uma vez que o centro de saúde mantém a mesma denominação desde que foi inaugurado, em 2009, além de ter sido construído a partir de um antigo centro de apoio na comunidade que ostentava o mesmo nome”, explicou Fuad. 

O veto foi votado no plenário da Câmara na terça-feira (12) e 35 vereadores votaram pela manutenção do veto, 5 votaram pela derrubada do veto.


Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store