Ouça a rádio

Compartilhe

Justiça proíbe Tamisa de minerar na Serra do Curral até audiência de conciliação

Decisão é do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias de Belo Horizonte, Michel Curi e Silva

Exploração mineral na Serra do Curral foi aprovada pelo Copam

A atividade minerária da Tamisa na Serra do Curral, em Belo Horizonte, está suspensa até a próxima quinta-feira (14), data em que será realizada audiência de conciliação na Justiça. A decisão, divulgada nesta segunda-feira (11), é do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias de Belo Horizonte, Michel Curi e Silva, que atendeu pedido do ex-deputado estadual Paulo Roberto Lamac.

O parlamentar apontou dano irremediável ao meio ambiente e ao patrimônio paisagístico com o prosseguimento da mineração na Serra do Curral.

A exploração mineral na Serra do Curral havia sido aprovada pelo Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, em reunião ordinária realizada no fim do mês abril.

O juiz Michel Curi determinou que o deputado e o governador do Estado, ou o advogado-geral, sejam intimados da decisão e que compareçam à audiência de conciliação, às 15h, na sala de audiências da 1ª Vara da Fazenda Pública, no Fórum Cível e Fazendário, na av. Raja Gabaglia, 1753, Luxemburgo.

Não havendo acordo, o magistrado vai ratificar ou não a ordem de suspensão em decisão a ser proferida na audiência.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store