Ouça a rádio

Compartilhe

Líder do governo na Câmara confirma votação de PEC da Emergência nesta quinta (7)

Ricardo Barros ainda defendeu a concessão de benefícios e disse que a PEC não é 'eleitoreira'

Ricardo Barros garantiu votação de PEC nesta quinta-feira (7)

O líder do Governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), confirmou que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria o estado de emergência no país para aumentar e criar benefícios sociais irá a votação nesta quinta-feira (6). A proposta será analisada em comissão especial a partir das 9 horas e, depois, pelo conjunto de deputados, no plenário da Câmara.

Em discurso, o deputado disse que a PEC não é eleitoreira.

“Nós estamos votando a PEC dos Benefícios porque, neste momento, é preciso. E o fato de termos eleições no Brasil não é nenhum demérito. Não é uma PEC eleitoreira, é uma PEC feita no momento em que o governo precisa agir, como outros governos de outros países estão agindo independentemente de ter ou não eleições”, afirmou.

Barros ainda disse que a decisão do governo Bolsonaro em conceder benefícios sociais é "acertada" e que não compromete o teto de gastos.

“Estamos tomando uma decisão que não afeta o mercado porque não endivida o país. Estamos investindo parte do que já foi arrecadado de receitas extraordinárias neste ano. Não tem nada de irresponsabilidade fiscal, pelo contrário”, defendeu.

Ainda de acordo com ele, os benefícios serão custeados com receitas extraordinárias, como a capitalização da Eletrobras e dividendos da Petrobras.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store