Ouça a rádio

Compartilhe

Zema quer usar R$ 2 bi do Acordo de Mariana para viabilizar concessão das BRs 381 e 262

De acordo com o governador, uso de parte dos recursos já foi acordado com o governador do ES, Renato Casagrande

Zema quer usar parte dos recursos do Acordo de Mariana

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) pretende usar R$ 2 bilhões do futuro acordo de reparação do rompimento da barragem da Samarco em Mariana para viabilizar a concessão das BRs 262 e 381. Zema disse que ele e o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, se entenderam sobre a questão.

"Tanto eu quanto o governador Casagrande já concordamos que no Acordo de Mariana já vai ficar previsto algo como R$ 2 bilhões envolvendo Minas e Espírito Santo para que esse projeto de concessão fique de pé", afirmou. "Então Espírito Santo e Minas já acordaram e é uma obra fundamental para o desenvolvimento do Vale do Aço e também criar um corredor de exportação de Minas para o Espírito Santo, o que beneficia muito também o Espírito Santo", argumentou Zema

Ainda de acordo com Zema, o ministro da Infraestrutura disse que as concessões devem ser feitas de forma separada "para poder viabilizar a concessão".

"É um projeto que está tendo dificuldade porque asfalto subiu o preço, aço subiu de preço, cimento subiu, os investidores estão muito avessos a fazer investimentos onde o risco de retorno fique ameaçado", completou.

Acordo de Mariana

A repactuação do Acordo de Mariana está em discussão no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e prevê uma compensação da Samarco e suas controladoras pelos danos provocados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, em 2015. Ainda não há um valor definido.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store