Ouça a rádio

Compartilhe

Deputados pedem paralisação de mineradora na Serra do Curral 

Comissão da ALMG que analisa tombamento da Serra recebeu especialistas e ambientalistas nesta segunda-feira (20) 

Comissão que analisa tombamento da Serra do Curral fez audiência pública na ALMG

Os deputados da comissão especial que discute a proposta de tombamento da Serra do Curral apresentaram um requerimento nesta segunda-feira (20) para que a mineradora Gute Sicht paralise as atividades na mina Boa Vista.

O empreendimento está na divisa entre Belo Horizonte e Sabará, na região da Serra do Curral e já foi alvo de questionamentos da Prefeitura de Belo Horizonte que pediu a interdição da atividade no local. 

"Estamos discutindo o tombamento da Serra do Curral, a proteção deste território que tem todos os aspectos sócio ambientais e de referência de nossa identidade. Fizemos uma visita técnica e constatamos que a empresa está sim fazendo atividade minerária. São vários caminhões que entram e saem com minério, todos os dias. Há relatos de moradores de que durante a noite esse processo é intensificado. E pelo que nos consta é uma atividade que está funcionando sem as devidas licenças. Então, mediante ao questionamento feito ao presidente do Iepha e a fragilidade da resposta estamos pedindo a paralisação imediata. Porque a suspensão provisória não impede mais impactos na Serra do Curral", afirmou a deputada Ana Paula Siqueira (Rede). 

Em audiência realizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nesta segunda-feira, os parlamentares ouviram vários ambientalistas e especialistas que defenderam o projeto de tombamento da Serra do Curral. 

O professor de arquitetura da UFMG e conselheiro estadual do Patrimônio Cultura, Flávio Carsalade, afirmou que a tentativa de minerar na região é ilegal, uma vez que os terrenos já estão protegidos provisoriamente com um processo de tombamento em curso. 

Ele manifestou preocupação com a possibilidade de o perímetro sugerido para o tombamento pela Praxis não ser respeitado, no momento em que o Conselho Estadual de Patrimônio Cultural (Conep) for deliberar sobre o assunto.

“Tivemos informação sobre a elaboração de um dossiê alternativo em que haveria mudança no perímetro a ser protegido. Essa preocupação está sendo exaustivamente discutida”, alertou.

Procurada, a Gute Sicht não respondeu às ligações da reportagem. Quando questionada pela Prefeitura de BH sobre supostas ilegalidades na atividade da mina Boa Vista a mineradora afirmou que não realiza exploração mineral sem as autorizações dos órgãos responsáveis.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido