Ouça a rádio

Compartilhe

Lira ameaça PSDB sobre risco de rompimento de acordo em Alagoas

Presidente da Câmara criticou possível rompimento dos tucanos em acordo eleitoral de Alagoas

Arthur Lira criticou senador Renan Calheiros, seu adversário em Alagoas

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), ameaçou romper acordos eleitorais firmados com o PSDB em outros estados se os tucanos não mantiveram aliança com PP e União Brasil em Alagoas. 

“O Progressistas e o União Brasil estão firmes e unidos em fazer cumprir acordos políticos firmados com o PSDB em diversos estados. Quebrar o que foi acordado em Alagoas terá consequências à aliança, principalmente em São Paulo. Na política, o cumprimento de acordo é fundamental à democracia”, escreveu Lira em suas redes sociais. 

O deputado deixou a entender que PP e União Brasil poderão abandonar a aliança com o governador Rodrigo Garcia (PSDB) em São Paulo e declarar apoio a Tarcísio Freitas (Republicanos).  “O Progressistas e o União Brasil se sentirão alijados na reciprocidade acordada, e deixarão a aliança em São Paulo com o governador Rodrigo Garcia”, disse Lira. 

No acordo firmado entre PP e PSDB em Alagoas, a deputada estadual Jó Pereira (PSDB) seria lançada candidata a vice-governadora na chapa do senador Rodrigo Cunha (União Brasil). 

Arthur Lira acusou seu principal desafeto político em Alagoas, o senador Renan Calheiros (MDB), de tentar atrapalhar o acordo costurado entre PP e PSDB. “Durante oito anos, o senador Renan Calheiros e seu filho Renan Filho criticaram, denunciaram e chamaram de herança maldita o governo de Téo Vilela, do PSDB de Alagoas. Estranho seria ver o PSDB romper o acordo com o PP e o União Brasil de resistência ao Calheirismo no estado”, afirmou Lira. 


Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido