Ouça a rádio

Compartilhe

Rússia quer proibir adoção de crianças russas em países 'hostis'

Lista apresentada por legisladores russos vai ampliar lei de 2012, que proíbe a adoção de crianças russas por famílias americanas

Legislação já impede famílias americanas de adotarem crianças russas

Em plena ofensiva russa na Ucrânia, os legisladores russos apresentaram nesta segunda-feira (01) um projeto de lei que pretende proibir os cidadãos dos países "hostis" em adotar crianças russas.

Se aprovado, o projeto ampliará uma lei de 2012 que impede as famílias americanas de adotarem crianças russas.

A proibição provocou uma onda de protestos, na época. Os críticos do Kremlin viam como uma medida que transformava os órfãos russos em vítimas de um impasse entre Washington e Moscou.

Publicado no site da Duma Estatal, a câmara baixa do Parlamento, o novo projeto de lei propõe ampliar a proibição aos cidadãos de países que "cometam ações hostis" contra a Rússia.

Depois que a Rússia decidiu enviar suas tropas para a Ucrânia no dia 24 de fevereiro, os países ocidentais adotaram uma série de sanções contra Moscou.

Como consequência, o presidente russo Vladimir Putin decidiu ampliar a lista do que ele chama de países "hostis".

Essa lista inclui os Estados Unidos, Austrália, Canadá, Reino Unido, Nova Zelândia, Japão, Coreia do Sul e todos os países membros da União Europeia.

O projeto de lei precisa ser aprovado por ambas as câmaras do parlamento e assinado por Putin.

Por conta da aprovação de uma lei que sancionava as autoridades russas envolvidas na morte do advogado Sergei Magnitsky na prisão em 2009, Moscou proibiu a adoção de crianças russas por famílias americanas em 2012.

Desde a introdução da lei, o número de crianças russas adotadas por famílias estrangeiras caiu drasticamente.

A agência estatal de notícias TASS diz que 240 crianças da Rússia foram adotadas no exterior durante 2019, em comparação com 2.604 em 2012.

© Agence France-Presse

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store