Ouça a rádio

Compartilhe

EUA oferece traficante de armas à Rússia em troca de prisioneiros: jogadora de basquete está incluída no acordo

Governo de Joe Biden estuda liberação da jogadora de basquete Brittney Griner e do ex-executivo Paul Whelan, presos em Moscou

Brittney Griner é uma das estrelas da WNBA, a liga profissional de basquete feminino nos EUA

O governo dos Estados Unidos prepara um acordo para a troca de prisioneiros entre o país e a Rússia. Segundo anúncio do secretário de Estado norte-americano, Antony J. Blinken, nesta quarta-feira (27), existe uma comunicação frequente entre as nações, e será feito contato com o Ministério das Relações Exteriores russo.

Brittney Griner e Paul Whelan são dois americanos atualmente presos no país governado por Vladmir Putin. A mulher, de 31 anos, é uma das principais jogadoras da WNBA, a liga feminina de basquete dos EUA, e foi presa no aeroporto de Moscou com óleos de haxixe na bagagem. O produto é usado por ela para tratar dores crônicas, mas é proibido na Rússia.

Já Whelan, de 52 anos, é ex-executivo de uma empresa de fuzileiros navais e de segurança. Ele foi detido em um hotel, também na capital russa, acusado de espionagem, crime negado veementemente por ele.

Um funcionário do governo norte-americano afirmou que uma alternativa é trocar os prisioneiros com Viktor Bout, traficante de armas russo condenado a 25 anos de prisão nos EUA. De acordo com a Rede CNN, o governo de Joe Biden tem uma "oferta substancial", que acreditam que "pode ser bem sucedida".

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store