Ouça a rádio

Compartilhe

Ataques atribuídos a jihadistas deixam seis mortos em Burkina Faso

Há, ainda, pelo menos quatro feridos

Mais ataques aterrorizam Burkina Faso

Ao menos seis pessoas morreram no sábado no norte de Burkina Faso em vários ataques atribuídos a jihadistas, informaram neste domingo à AFP fontes militares e do governo local. 

"Um ataque terrorista matou seis civis e deixou pelo menos quatro feridos" em Alga, uma cidade na província de Bam, disse uma fonte das forças de segurança.

"Os terroristas procedem em sua maioria de Boulounga e da área de garimpo de Alga", que estão separados por um quilômetro, explicou um morador entrevistado pela AFP, que confirmou o mesmo balanço. 

"Eles queimaram casas e saquearam propriedades no local de busca de ouro", acrescentou.

Burkina Faso, em particular o norte e o leste, é alvo de ataques jihadistas desde 2015, executados por movimentos vinculados à Al-Qaeda e ao Estado Islâmico, que provocaram mais de 2.000 mortes e deixaram 1,9 milhão de pessoas deslocadas.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido