Ouça a rádio

Compartilhe

Covid-19: Xangai, na China, aumenta restrições para fazer testes em massa e população teme lockdown

Ao menos cinco distritos confirmaram que seus moradores não poderiam deixar suas 

Medo de um novo lockdown desencadeou uma grande corrida aos supermercados

Xangai, na China, voltará a viver sob intensas restrições para a realização de testes em massa contra a Covid-19, aumentando o temor da população de ter que passar novamente pelo lockdown.

A decisão acontece somente 10 dias após o afrouxamento das restrições impostas em virtude da Covid-19. Segundo as autoridades locais de saúde, pelo menos 14 dos 16 distritos de Xangai passarão pelo processo a partir de sábado (11).

Ao menos cinco distritos confirmaram que seus moradores não poderiam deixar suas residências durante as testagens. Na última quinta-feira (9), o medo de um novo lockdown mais rigoroso desencadeou uma grande corrida aos supermercados para estocar alimentos e outras necessidades diárias.

Nas últimas 24 horas, a China registrou 151 novos casos de Covid-19, dos quais 45 são sintomáticos e 106 assintomáticos, informou a Comissão Nacional de Saúde nesta sexta-feira (10).

Desde o começo da pandemia, a China vem adotando uma postura linha dura para frear a disseminação da doença, com lockdown em cidades inteiras e testagem em massa ao menor sinal de crescimento nos contágios. Recentemente, a estratégia provocou protestos em Xangai, que ficou mais de um mês confinada em função de um surto.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido