Ouça a rádio

Compartilhe

Belo Horizonte pode tornar permanente auxílio financeiro para famílias carentes

Um projeto do executivo estaria sendo preparado para ser enviado aos vereadores na Câmara Municipal 

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) tem a intenção de prolongar o programa Auxílio Belo Horizonte, criado durante a pandemia para garantir renda para necessidades básicas das famílias em vulnerabilidade na capital. Um projeto do executivo estaria sendo preparado para ser enviado aos vereadores na Câmara Municipal para substituir o auxílio a outro programa definitivo de garantia da alimentação.  

“Hoje a gente não está mais no pico da pandemia, mas a gente ainda vive a crise econômica e social. Eu acho que a gente vai viver isso por muito tempo. O próprio prefeito incorporou  e decidiu pela discussão de uma política que seja contínua em Belo Horizonte”, foi o que disse a secretária municipal de assistência social, segurança alimentar e cidadania Maíra Colares, em audiência pública na câmara. Belo Horizonte pode tornar permanente auxílio financeiro para famílias carentes.

Segundo o subsecretário Bruno Passelli, representando o secretário de orçamento e gestão, o impasse é falta de dinheiro. “A grande dificuldade é a parte orçamentária e financeira”, disse. Essa audiência foi a primeira, após a melhora dos índices da pandemia, a ter a presença do público.

O Hélio Fabiano, que integra  movimentos sociais de moradores de rua, foi ao microfone e criticou a justificativa da prefeitura de falta de verba. “Eu recebi auxílio BH, assistência social. Eu não sou vagabundo, isso é direito. A prefeitura tem sim recurso. A prefeitura atual vai liberar dinheiro pro Carnaval e pras escolas de samba. A cultura é muito importante. Eu não estou aqui contra a cultura. Mas, eu vou pegar a cultura e vou colocar ‘ela em cima’ da assistência social”, afirmou.

 Já a Charlene Cristiane, liderança da ocupação Rosa, ressaltou a obrigação do governo em auxiliar os mais pobres e também criticou a dificuldade financeira do executivo. “É uma obrigação do poder público garantir a segurança alimentar da população brasileira, da população do município de Belo Horizonte”, disse.

Algumas pessoas ainda recebem até outubro parcelas do auxílio Belo Horizonte.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido