Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Dispositivo pode impedir que carros com dívidas funcionem

Tecnologia já é usada no Brasil, mas tem sido aplicada em gerenciamento

Um financiamento ou aluguel de veículo atrasado nos EUA pode levar o devedor a ficar sem a possibilidade de usar o automóvel. A tecnologia usa um dispositivo que se conecta à central de gerenciamento eletrônico do carro e pode permitir o travamento da ignição. E o processo pode ser realizado mesmo com o veículo em movimento.

Leia também:

No Brasil, a tecnologia é utilizada por locadoras e serviços de assinatura de automóveis: o uso do carro é liberado durante o período contratado e impedido depois dele. Além de bloquear a condução do veículo, o sistema pode ser usado, por exemplo, na gestão de frotas.

Uma das empresas que adota a tecnologia é a 99, que oferece aluguel de veículos a motoristas parceiros. Com a tecnologia é possível contratar o aluguel de um automóvel por mês, semana, dia e até hora. O sistema é personalizado de acordo com as necessidades da locadora ou da empresa de aluguel por assinatura.

Paulo Henrique Andrade, CEO da Ituran Mob, que oferece a ferramenta, diz que há outras possibilidades para a tecnologia. "É possível, por exemplo, obter um relatório sobre como o motorista dirige, saber o consumo médio de combustível, com que frequência o carro é abastecido e quando é hora de fazer a revisão”, explica em entrevista ao Uol.

Como funciona?

Nos EUA, o aparelho com a tecnologia é conhecido como “caixa preta”. Ele tem, ainda, função de rastreamento e é considerado como uma garantia, já que permite localizar o automóvel para eventual busca e apreensão em caso de falta de pagamento.

Para funcionar, o aplicativo da solução se conecta, via bluetooth criptografado, à caixa preta. Ela, por sua vez, é ligada ao automóvel por indução eletromagnética. A partir daí, é possível, pela tela do smartphone, reservar um carro, destravar as portas, liberar a condução (sem a necessidade de chave), encerrar a viagem, travar as portas e fazer o pagamento.

Quando os carros autônomos estiverem regulamentados, a expectativa é que seja possível recuperar automóveis remotamente. Fabricantes de veículos já pesquisam formas de fazer o veículo ir embora sozinho se o usuário estiver devedor. Já pensou?

Leia mais