Ouça a rádio

Compartilhe

Renner e Youcom têm primeiras calças jeans rastreadas por blockchain do país

A partir de um QR Code, o consumidor pode conhecer todo o processo de confecção

Consumidor pode conhecer toda a história da produção da peça

A tecnologia blockchain já chegou ao universo da moda. A Renner e a Youcom, marca jovem da companhia, acabam de lançar as primeiras peças em jeans rastreadas com a metodologia. Assim, é possível acompanhar todo o ciclo da confecção da peça, o que garante maior transparência ao processo produtivo. 

A Renner e a Youcom se uniram à Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) para tornar isso possível. A partir da parceria, o consumidor pode conhecer a trajetória do item: com blockchain, os dados são registrados e criptografados de forma distribuída, de modo a garantir a autenticidade e impedir alterações no processo.

Isso porque as informações inseridas pelos fornecedores são digitalizadas e auditáveis. Henry Costa, diretor de produto da Lojas Renner, destaca que a ação é pioneira e, além de garantir que a peça foi produzida com boas práticas socioambientais, permite ampla visibilidade ao cliente. “Antes de chegar ao guarda-roupa dele, as peças terão toda a sua história registrada”, explica.  

Costa aponta, ainda, que o projeto une moda, inovação e sustentabilidade. “Ao mesmo tempo, nos permite engajar e influenciar positivamente fornecedores e parceiros. Com isso, reforçamos nosso compromisso com a moda responsável e permitimos que os clientes façam escolhas cada vez mais conscientes”, diz.

Rastreio por QR Code

Coleção de calças jeans da Renner e da Youcom tem processo rastreado por blockchain

O QR Code impresso nas etiquetas das peças leva o consumidor ao rastreio do processo: das fazendas certificadas, onde a matéria-prima é produzida, ao destino final. Enquanto a Renner lançou três modelos de calça jeans feminina em maio, a Youcom apresenta duas opções na segunda quinzena de junho.

Até 2030, a Renner quer alcançar 100% de rastreabilidade de produtos de algodão, além de avançar na rastreabilidade de outras matérias-primas têxteis. Em 2021, a Renner atingiu 81,3% de suas peças de vestuário com menor impacto ambiental e 99,15% dos produtos de algodão com matéria-prima certificada.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido