Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Tetracampeão olímpico será embaixador de agência da ONU para Migrações

Mo Farah, vítima de tráfico de seres humanos na infância na Somália, foi anunciado no cargo nesta terça-feira (28)

Mo Farah foi revelado como embaixador nesta terça-feira (28)

Mo Farah foi revelado como embaixador nesta terça-feira

IOM/Divulgação

O atleta britânico Mo Farah, tetracampeão olímpico e vítima de tráfico de seres humanos na infância na Somália, foi ‘agraciado’ nesta terça-feira (28). O ex-corredor se tornou embaixador da boa vontade da Organização Internacional para as Migrações (OIM), associada à ONU.

Medalhista de ouro nos 5.000 e nos 10.000 metros tanto nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 como no Rio em 2016, Mo Farah se aposentou em setembro deste ano, aos 40 anos.

“Tornar-me embaixador da boa vontade da OIM me dá a oportunidade de ajudar pessoas como eu e mudar as coisas”, afirmou.

O atleta revelou, no ano passado, não ter chegado com os pais ao Reino Unido com o status de refugiado, como indicava sua biografia. Farah disse ter sido vítima de traficantes de crianças.

Mo Farah, cujo verdadeiro nome é Hussein Abdi Kahin, chegou a Londres vindo do Djibuti com oito ou nove anos de idade, acompanhado por uma mulher que nunca tinha visto antes e com uma identidade falsa. Depois, trabalhou realizando serviços domésticos para uma família.

“Nenhuma criança deveria suportar o que eu vivi. As vítimas do tráfico de crianças são apenas crianças, que merecem ser crianças, que merecem brincar”, continuou Mo Farah.

A estrela britânica do atletismo afirmou que quer usar seu novo cargo para promover a força do esporte como meio de emancipação. Farah afirmou ter foco especialmente entre as mulheres.

“Eu pude aproveitar a chance que o esporte me deu para superar a experiência que vivi quando pequeno e para mostra que, seja qual for a nossa aparência ou nosso sotaque, podemos conquistar grandes coisas”, finalizou.

Com agências

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais