Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Russell e Hamilton fazem dobradinha e surpreendem no 1º treino em Miami

A Fórmula 1 voltou para seu cronograma tradicional nesta sexta-feira (5), com o primeiro treino livre na Flórida

Ainda em busca de mais consistência na atual temporada, a Mercedes teve um bom início na segunda edição do GP de Miami, nesta sexta-feira (5), ao colocar sua dupla de pilotos nas duas primeiras posições do primeiro treino livre. Após passarem boa parte do treino entre os piores tempos, George Russell e Lewis Hamilton terminaram como líder e vice-líder respectivamente. O tempo de Russel foi de 1min30s125.

O terceiro melhor tempo foi do monegasco Charles Leclerc, acima de Max Verstappen, líder do Mundial, que ficou em quarto após liderar o treino por um longo período. Carlos Sainz, Pierre Gasly, Fernando Alonso, Nico Hulkenberg, Esteban Ocon e Sergio Pérez completaram o top 10. Em Miami, Pérez tem a chance de ultrapassar o companheiro Verstappen na classificação e assumir a ponta.

Depois da estreia do novo formato de finais de semana com corrida sprint, em Baku, a Fórmula 1 voltou para seu cronograma tradicional nesta sexta-feira (5), com o primeiro treino livre em Miami. O tempo a ser batido foi estabelecido por Kevin Magnussen, dono de uma volta de 1mins36s852, logo superada por Esteban Ocon e, em seguida, por Lewis Hamilton, em sua primeira volta.

Não demorou, contudo, para que o heptacampeão começasse a ser passado para trás. Primeiro a fazer um tempo menor que 1min33s00, o britânico viu Max Verstappen anotar 1min32s465 para assumir a primeira colocação. Logo, pilotos como Pérez, Leclerc, Albon e Alonso também fizeram tempos melhores que Hamilton. Nico Hulkenberg e Kevin Magnussen, da Haas, superaram todos esses nomes.

Pouco antes do treino chegar à sua metade, Hulkenberg estabeleceu 1min31s932 para assumir a primeira colocação, à frente de Verstappen, em segundo, e do companheiro Magnussen, em terceiro. Com cerca de 25 minutos para o fim do treino, o atual campeão retomou a liderança ao anotar 1m31s054.

Instantes depois, Hulkenberg teve seu ótimo desempenho atrapalhado, pois perdeu o controle traseiro e bateu no muro. A bandeira vermelha foi levantada e a Haas do alemão, bastante irritado pelo ocorrido, foi retirada da pista pelos fiscais. Nos minutos finais, Verstappen diminuiu o tempo para 1min30s564. Hulkenberg, por sua vez, teve seu tempo superado por Sainz, Leclerc e Alonso. Neste momento, Magnussen já era o nono.

As primeiras posições ganharam uma configuração totalmente nova nas voltas derradeiras. A Mercedes, que tinha George Russell em 18ª e Lewis Hamilton em 19ª, surpreendeu. Russel anotou 1min30s125 para tornar-se líder, seguido por Hamilton em segundo Leclerc também superou Verstappen e ficou em terceiro.

*Com Agências

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais