Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Verstappen faz o melhor tempo no último treino livre do GP da Arábia Saudita

Bicampeão mundial marcou 1min28s660, quase um segundo mais rápido que o terceiro colocado Fernando Alonso, e ficou com a primeira posição da sessão

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, cravou a volta mais rápida no terceiro e último treino livre do GP da Arábia Saudita de Fórmula 1. Na manhã deste sábado, o bicampeão mundial marcou 1min28s660, quase um segundo mais rápido que o terceiro colocado Fernando Alonso, e ficou com a primeira posição da sessão.

No primeiro quarto do treino livre, George Russel, da Mercedes, liderou com uma volta de 1min30s476. Lewis Hamilton e Pierre Gasly vieram na sequência, com tempos próximos. Os três utilizaram pneus macios.

Chegando nos 30 minutos de sessão, Sergio Pérez, da Red Bull, liderava com 1min29s417. Mesmo com pneus duros, Verstappen vinha na segunda colocação, com meio segundo a mais. Pouco depois da metade do treino livre, Charles Leclerc reclamou de problemas no câmbio de sua Ferrari. O monegasco alegou que perdeu a primeira marcha.

Os últimos 15 minutos ficaram marcados pela ampla superioridade da Red Bull. Verstappen calçou pneus macios e bateu foi o primeiro piloto a entrar na casa dos 28 segundos. O holandês cravou 1min28s756 e foi melhorando sua marca até abrir meio segundo para o seu companheiro de equipe, que permaneceu na segunda posição. No final, o atual campeão marcou 1min28s485.

No final, o top três ficou com Max Verstappen, Sergio Pérez e Fernando Alonso. O holandês fez 1min28s485, enquanto seu companheiro de equipe ficou com 1min29s098. O espanhol da Alpine marcou 1min29s483.

A Ferrari surpreendeu negativamente. Sainz e Leclerc ficaram com a 10ª e 11ª colocação, respectivamente, com marcas mais de 1 segundo mais lentas. Durante a sessão, a escuderia italiana sofreu com o “porpoising”, quando os carros dão pequenos saltos nas retas. Vale lembrar que Leclerc será punido com 10 posições no grid de domingo por ter usado seu terceiro controle eletrônico, que quebrou na última etapa.

Nyck de Vries, da Alpha Tauri, teve problemas na unidade de potência e sequer saiu dos boxes. A equipe anunciou que o dispositivo será trocado visando sua participação na classificação, que acontecerá nas próximas horas.

Leia mais