Ouça a rádio

Compartilhe

Cuca aponta erros do Atlético contra o Internacional, mas pondera: 'não diria que foi um mau jogo'

Treinador aprovou o número de chances criadas pela equipe

Cuca não gostou da atuação dos volantes do Atlético

A partida que marcou a volta de Cuca ao Atlético não será lembrada de maneira positiva pelo treinador, jogadores e torcedores. Apesar da derrota por 3 a 0 para o Internacional, neste domingo (31), na abertura do returno do Campeonato Brasileiro, o técnico avaliou que a equipe jogou mal em Porto Alegre.

Para ele, a principal diferença entre os dois times foi a eficácia dos donos da casa em converter bem as chances que teve para finalizar. Ao todo, o Galo teve chutou 21 vezes, enquanto o Colorado arriscou em nove oportunidades.

"Não diria que o time fez um mau jogo, não dá para dizer. Se você pegar os números do jogo friamente, vai dizer que esse jogo foi 3 a 3, 4 a 3. Mas foi 3 a 0 porque o adversário foi eficaz, fez os gols dentro da transição, da forma que eles queriam. Nós criamos muitas oportunidades. É recomeçar um trabalho que saberíamos que ia ter. Está no preço.

Sei como fazer, de qual forma fazer e as coisas vão melhorar.

Para o treinador histórico do Atlético, a história da a partida foi condicionada ao primeiro gol, marcado logo aos três minutos do primeiro tempo. Na jogada, Cuca viu erro defensivo no momento em que Allan disputa a bola com Alemão, abrindo espaço para a jogada de Maurício.

"Começamos bem o jogo. Em uma bola espirrada pelo defensor, o Alemão ganhou de cabeça e a gente fez um posicionamento errado. Allan e Alonso correram para a mesma bola e perdemos essa primeira bola. Consequentemente, perdemos a segunda também. Nosso volante veio disputar uma bola que não é para ele disputar com um atacante grande. Na arrancada do Maurício, ele encontrou um chute perfeito", explicou.

Ainda sobre os problemas apresentados pela equipe dentro de campo, Cuca avaliou negativamente a postura defensiva no momento em que o time perdia a bola. Ele terá apenas dois dias de treinamento para corrigir as situações antes da partida contra o Palmeiras, na quarta-feira (3), pela Copa Libertadores.

"Hoje, o que não gostei no primeiro tempo foi que quando o volante corre para trás, é porque está errado. Nós corremos diversamente vezes para trás com os dois volantes. Eles estavam passando as linhas dos meias. Quando você perde a bola, ficam duas ou três vezes a opção para o Internacional ter a velocidade do contra-ataque. Não é essa a maneira que a gente faz", finalizou.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store