Ouça a rádio

Compartilhe

Bragantino vai rescindir contrato do zagueiro Renan, preso por homicídio culposo

Atleta se envolveu em acidente que resultou na morte de motociclista de 38 anos na madrugada de hoje

Renan foi preso após acidente provocado em rodovia perto de Bragança Paulista

O Red Bull Bragantino vai rescindir o contrato de empréstimo do zagueiro Renan. O motivo é o envolvimento do atleta em um acidente de carro que resultou na morte de um motociclista nesta sexta-feira (22), em Bragança Paulista, no interior de São Paulo. O jovem de 20 anos pertence ao Palmeiras, com quem tem vínculo até o fim de 2025.

Embora o Bragantino não confirme a informação oficialmente, já está decidido que o vínculo do atleta será rescindido. O jogador foi preso pela Polícia Civil por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, e passará por audiência de custódia no fórum de Bragança Paulista neste sábado (23).

Sem espaço no Palmeiras e alijado da disputado do Mundial de Clubes em fevereiro, Renan havia sido emprestado em abril deste ano para o Bragantino. O acordo tinha validade até o fim da temporada e não havia valor fixado para compra os direitos.

Contratado para ocupar o lugar de Fabrício Bruno, negociado com o Flamengo, Renan atuou em apenas oito jogos com a camisa do Bragantino. Vai deixar o clube do interior paulista sem conseguir se firmar, mesmo tendo oportunidades para isso.

Natural de Itapevi, interior de São Paulo, Renan Victor da Silva foi descoberto na várzea. Ele jogava no Vila Isabel, de Osasco, e chamou a atenção do Água Santa quando enfrentou a equipe de Diadema, mas o seu destino foi o Palmeiras, no qual chegou em 2015 para atuar no sub-13. Foi promovido ao elenco profissional em 2020 por Vanderlei Luxemburgo.

A temporada de 2021 foi a melhor da sua curta carreira. Ele cresceu sob o comando de Abel Ferreira, foi titular em jogos importantes, tornou um dos líderes do elenco em ações defensivas e chegou a ser o segundo jogador de linha com mais minutos em campo pela equipe. Também foi eleito a revelação do Campeonato Paulista daquele ano.

No entanto, neste ano, Renan passou a ser preterido por Abel Ferreira, que não gostou do comportamento dele e de outros atletas e cobrou dos garotos uma postura melhor. O zagueiro atuou em apenas duas partidas pelo time alviverde em 2022 e acabou alijado da lista final do Mundial de Clubes. Sem espaço, foi emprestado ao Bragantino. Agora, retorna ao clube que o revelou. A diretoria vai avaliar o caso. Mas, a princípio, a comissão técnica não planejar usar o atleta.

Acidente com morte

Renan se envolveu em um acidente de trânsito na Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira, no bairro Quinta da Baronesa, em Bragança Paulista, que resultou na morte de um motociclista de 38 anos e foi preso na tarde desta sexta-feira por homicídio culposo. O acidente aconteceu por volta das 6h40. Segundo a Polícia Civil, que esteve no local, o atleta apresentava sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro no local.

O carro conduzido por Renan teria invadido a faixa contrária e batido de frente em uma motocicleta. O motociclista de 38 anos morreu no local. A vítima se chama Eliezer Pena. Ele era morador em Bragança Paulista, e deixa mulher e duas filhas.

Há o agravante de que Renan, além de ter exalado "hálito com odor etílico", de acordo com o 2º sargento Anderson Rodolfo, da Polícia Rodovia Estadual, não poderia dirigir, pois o zagueiro não tinha CNH definitiva e estava com a permissão para dirigir suspensa, tornando o crime inafiançável.

Horas depois do acidente, o jogador foi encaminhado à delegacia. Lá, permaneceu calado e novamente se recusou a passar pelo teste do bafômetro. Por isso, a embriaguez ao volante não foi confirmada. Uma garrafa de bebida alcoólica foi achada ao lado do carro do defensor e passou por perícia para verificar se havia as digitais do atleta.

O jovem zagueiro de 20 anos foi levado à cadeia pública de Piracaia e passará por audiência de custódia no sábado, 23, no fórum de Bragança Paulista. Ele vai responder por homicídio culposo, isto é, sem intenção de matar. O caso foi registrado no Plantão da Delegacia Seccional de Bragança Paulista e é investigado pelo 1º DP da cidade.

Mais cedo, o Bragantino se pronunciou sobre o caso. "O clube está acompanhando o caso de perto e se coloca à disposição para prestar toda a assistência necessária às autoridades e aos familiares da vítima, com os quais se solidariza neste momento de grande tristeza".

O Palmeiras afirmou que também acompanha o caso de perto a fim de "prestar toda a assistência necessária aos familiares da vítima, com os quais se solidariza neste momento de grande tristeza".

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store