Ouça a rádio

Compartilhe

CBF faz post ironizando Atlético e apaga postagem após reclamação

Publicação foi feita com base em declaração de apresentador do SporTV, que considera que o Galo está jogando menos em relação a 2021

Declaração de Rizek em programa do SporTV foi publicada no perfil da CBF Academy

O perfil no Instagram da CBF Academy, que foi criada e é gerida pela entidade que comanda o futebol nacional, e tem como responsabilidades a formação de treinadores iniciantes (escolinhas) e também de equipes profissionais, publicou uma imagem que ironiza os questionamentos feitos pelo Atlético sobre a arbitragem. A imagem cita um comentário do apresentador e jornalista André Rizek, do SporTV, em que ele opina sobre o desempenho do Galo na temporada e as recentes polêmicas extracampo. Minutos depois, a postagem foi apagada.

Na publicação, a CBF Academy colocou, na legenda, a seguinte declaração de Rizek:

O Atlético-MG não está jogando no mesmo nível do ano passado. E, na minha visão, está reclamando de coisas que não deveria

Procurado pela Itatiaia, o diretor de comunicação do Galo, André Lamounier, disse que a postagem causou "estranheza" ao Atlético, que reclamou à instituição.

"Nos causou muita estranheza uma postagem nas redes oficiais da CBF, uma entidade que, por dever de oficio, tem que ser manter isenta, neutra e adotar tom de equilíbrio, e que, de repente, ela veicula uma postagem na qual há uma crítica implícita ao Galo, dizendo que o Atlético reclama muito de arbitragem. Pelo amor de Deus, uma entidade não pode se prestar a esse serviço e adotar uma conduta clubista", reclamou Lamounier.

Ainda de acordo com o executivo atleticano, a postagem foi removida após reclamação feita pelo clube.

"Nós reagimos, reclamamos de forma contundente, como é nosso perfil, nosso estilo, e eles imediatamente retiraram a postagem do ar, o que a nosso ver é um entendimento do equívoco não só da postagem mas da intenção", completou.

Na última quarta-feira (13), Lamounier, o presidente do Atlético, Sérgio Coelho, e o gerente de futebol, Victor Bagy, estiveram na sede da CBF no Rio de Janeiro para apresentarem queixas sobre critérios da arbitragem contra o time mineiro.

A gente reclama, pede os áudios de determinados jogos e não há sequer resposta da CBF

"O tom da visita foi de cobrança. Não estamos satisfeitos com o tratamento que a CBF vem nos dando no que diz respeito à questão das arbitragens", ressalta Lamounier. "No jogo entre Palmeiras e São Paulo houve questionamento e, no dia seguinte, os áudios são publicizados e há, inclusive, uma punição ao VAR, diferentemente do que está acontecendo para a gente", conclui.

Os últimos pedidos do Atlético à CBF foram os áudios do empate sem gols com o São Paulo no domingo passado, no Mineirão, quando o árbitro Anderson Daronco foi acusado pelo atacante Hulk por lhe ter feito ameaças, e também da comunicação do VAR no segundo gol do Flamengo nos 2 a 0 da última quarta-feira (13), quando ficou a dúvida sobre a bola cabeceada pelo meia Arrascaeta ter entrado ou não. As solicitações do clube não foram atendidas.

Sobre a CBF Academy

Segundo o site da CBF Academy, o objetivo da entidade é promover especializações para profissionais da área de Educação Física, ex-jogadores e treinadores já inseridos no mercado de trabalho.

No site da organização, é possível se inscrever em diversos cursos de capacitação no futebol, com a entrega de certificados pela CBF após a conclusão dos projetos.

(Com Paulo Azeredo)

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store