Ouça a rádio

Compartilhe

Conmebol nega recurso de Pavón, do Atlético, para derrubar punição de 6 jogos na Libertadores

No entanto, o jogador pode recorrer da decisão na Câmara de Apelações da entidade

Pavón poderá ser inscrito pelo Atlético na CBF a partir da próxima segunda-feira (18), mas segue impedido de jogar a Libertadores

O Tribunal Disciplinar da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) negou o recurso do atacante Cristian Pavón, do Atlético, para acabar com a suspensão de seis jogos na Copa Libertadores. No entanto, o jogador pode recorrer da decisão na Câmara de Apelações da entidade.

A informação foi divulgada pelo GE e confirmada pela Itatiaia. Desta forma, por enquanto, Pavón segue impossibilitado de defender o Atlético nas quartas de final da Libertadores contra o Palmeiras. Os duelos estão marcados para os dias 3 e 10 de agosto.

O pedido de revisão da pena foi impetrado na Conmebol pelo próprio jogador, que considera que o Boca Juniors o puniu ao não inscrevê-lo na fase de grupos da Libertadores por já ter acertado um pré-contrato com o Atlético. Se tivesse sido inscrito pelo clube argentino, Pavón já teria cumprido a punição. O atacante tinha contrato com os xeneizes até o dia 30 de junho.

A Conmebol só considera o cumprimento das penas impostas pela entidade aos jogadores que são inscritos nas competições por ela organizadas.

Pavón foi suspenso por seis jogos devido à confusão generalizada no Mineirão, após a derrota do Boca Juniors nos pênaltis para o próprio Atlético, nas oitavas de final da Libertadores do ano passado.

Novo reforço do Galo para o segundo semestre, Pavón poderá estrear pelo Atlético a partir da próxima segunda-feira (18), quando será reaberta a janela de transferências no Brasil.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store