Ouça a rádio

Compartilhe

Pezzolano diz que Cruzeiro não mereceu perder para Vasco: ‘Estou orgulhoso dos jogadores’

Treinador elogiou forma como equipe celeste atuou no segundo tempo

Pezzolano gostou da postura do Cruzeiro no segundo tempo contra Vasco

Mesmo com a derrota para o Vasco, que decretou o fim da sequência de oito vitórias e dez jogos de invencibilidade do Cruzeiro na Série B, o técnico Paulo Pezzolano ficou satisfeito. O treinador destacou a forma como o time celeste jogou, principalmente no segundo tempo, quando pressionou os cariocas.

Antes, Pezzolano elogiou a postura do Vasco na etapa inicial. “Se você ver o primeiro tempo, o Vasco jogou. E foi contra o primeiro da tabela. Eles deram o algo a mais. Por isso que eu falo: nós temos que dar algo a mais todos os jogos. Durante os 98, 100 minutos das partidas temos que dar algo a mais, caso contrário não adianta. Essa foi a diferença no primeiro tempo”, analisou.

“No segundo tempo, eles tentaram pressionar, mas não conseguiram. A gente foi pra frente e eles não conseguiram sair. Fiquei contente com o jogo. Se olhar a partida como um todo, o Cruzeiro não merecia perder. Tivemos oportunidades claras de gol para fazer, mas não concretizamos”, completou.

Apesar do tropeço, o Cruzeiro se mantém na liderança isolada da Série B, com 28 pontos, três a mais do que o Bahia (25), segundo colocado, e quatro à frente do Vasco, que ocupa a terceira posição, com 24.

Com o resultado, o Cruzeiro voltou a perder após quase dois meses. A última vez foi no dia 19 de abril, quando foi superado por 2 a 1 para o Remo, em Belém, pelo duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Pezzolano destacou que sabia que em algum momento o Cruzeiro perderia a sequência de vitórias e, consequentemente, a invencibilidade. O comandante celeste foi além ao afirmar que o time vai ter um período difícil na Série B por se tratar de um campeonato longo.

“Nós falamos que em um momento iríamos oscilar. Ainda não oscilamos, foi apenas um jogo. Mas pode acontecer de no próximo jogo a gente não ganhar. Eu quero que não, mas pode acontecer, é normal no futebol. Não é fácil ganhar todos os jogos até o fim. Eu queria ganhar esse jogo no Maracanã, que é um estádio mundial e estava lotado, mas não deu”, frisou.

“Estou orgulhoso dos jogadores. Vamos buscar os três pontos contra a Ponte Preta em casa. Não será fácil, mas estamos tranquilos, pois estamos no caminho certo”, finalizou.

O Cruzeiro encara a Ponte Preta na próxima quinta-feira (16), às 16h, no Mineirão, pela 13ª rodada da Série B.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido