Ouça a rádio

Compartilhe

Mulher detida por racismo contra filhos de Giovanna Ewbank já foi liberada, diz jornal

Polícia portuguesa considerou que a mulher estava alcoolizada no momento das ofensas racistas

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso estavam de férias com os filhos Zyan, Titi e Bless em Portugal

A mulher que foi detida suspeita de fazer ofensas racistas contra os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso já foi liberada pela polícia, segundo informações do portal português "Público".

Informações da Divisão de Comunicação e Relações Públicas da polícia portuguesa confirmaram a soltura da mulher após policiais atestarem que ela estava alcoolizada.

Testemunhas das ofensas racistas proferidas contra Titi, Bless e uma família de angolanos que estava no local ainda devem ser ouvidas pela polícia. Em nota, os atores já confirmaram que vão prestar uma queixa formal contra a mulher.

Em Portugal, racismo é crime segundo o Artigo 240 do Código Penal. A punição é de 6 meses a 5 anos de prisão.

Entenda o caso

Neste sábado (30), atriz Giovanna Ewbank se envolveu em uma discussão com uma mulher em um restaurante na Costa da Caparica, em Portugal, para defender os filhos de racismo. Imagens do momento em que a atriz confronta a agressora repercutiram nas redes sociais.

"Racista nojenta. Olha para a sua cara, olha para você. Dá pena, você é uma nojenta, racista. Você merece um soco, uma porrada na sua cara", diz a atriz. A mulher, que foi detida pela polícia portuguesa, teria xingado Titi e Bless, filhos da atriz com Bruno Gagliasso, e uma família de turistas angolanos que estava no mesmo restaurante.

*Sob supervisão de Lara Alves

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store